Header Ads

>

Polônia vence Argentina no "desafio" com direito a set mais longo dos Jogos




 

Na base do "desafio". Foi assim que a Polônia superou a Argentina por 3 sets a 0 em um jogão de vôlei masculino, disputado no Maracanãzinho. Embora o time europeu tenha vencido todos os sets, o último foi superado somente após 38 minutos de duração - o mais longo da Rio 2016 -, em um placar para lá de incomum por 37/35 (os demais períodos foram vencidos por 25/21 e 25/19).

Antes do início do jogo, chamou atenção um embate entre torcedores nas arquibancadas. Enérgicos, os argentinos cantavam em coro, se balançavam e exibiam as cores azul e branco da forma que podia. Por sua vez, os poloneses ganharam o apoio dos brasileiros nos gritos de "polska, polska".

Assim que a partida iniciou, a Polônia se entendeu melhor em quadra e logo puxou a dianteira do placar. Nervosos, os argentinos pediram dois tempos ainda nos primeiros minutos. Pouco adiantou. Com uma cortada do craque Michal Kubiak, os europeus fecharam o período por 25/21.

Como um filme repetido, o segundo set começou igual: vantagem polonesa e pressão para cima dos argentinos, com vários pedidos de tempo do técnico Julio Velasco. A supremacia dos atuais campeões era grande e a vantagem foi um pouco maior: 25/19.

Embalados por Facundo Conte, a Argentina somente veio a crescer no terceiro set e mostrar toda sua qualidade. Chegou a tomar a frente do placar e teve três chances de fechar. Mas os poloneses eram duros e frios. Em nenhum momento mostraram abalo.

E então, surgiu o momento mais emocionante da partida. Se a Argentina tinha set point, a Polônia ia lá e conseguia um em seu favor também. Nessa troca de posições, os poloneses venceram por 37/35, em 38 minutos de jogo somente nesse período. O resultado se tornou ainda mais incrível já que a arbitragem havia dado vantagem aos argentinos. Mas o treinador Stephane Antiga solicitou "desafio" e venceu a parada, já que a bola havia desviado no bloqueio adversário para felicidade polonesa.

Duelos pela manhã

Durante a manhã, a Rússia não teve dificuldade para aplicar  3 sets a 0 sobre o Egito, com parciais de 25/11, 25/17 e 25/9. Com 14 pontos, Volvich foi o craque da partida, enquanto Myikhaylov anotou 13 pontos. Pelo Grupo B, os russos subiram para a segunda posição, com seis pontos. Com três somados, Egito é quinto.


Em duelo dos times em jejum da chave, o Irã conquistou a primeira vitória na Olimpíada ao superar Cuba por 3 a 0 (parciais de 25/21, 31/29 e 25/16). Destaque para a empolgada torcida iraniana, que apoiou com bandeiras e apitos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.