Header Ads

>

Carlão atende pedido de Serginho e dá camisa com homenagem ao líbero




 

Logo após conquistar o bicampeonato olímpico no Rio de Janeiro, ainda na quadra, Serginho disse que sempre desejou ter a camisa do ex-jogador Carlão, campeão nos Jogos de 1992, e pediu, emocionado, uma de presente. Depois, em sua despedida da seleção no duelo contra Portugal, o líbero reforçou a vontade de ter o uniforme.

 

Carlão e Serginho; vôlei; camisa de presente (Foto: Reprodução/Internet)

- Vim cumprir. Fui cobrado duas vezes. Depois da conquista, as duas cobranças, você transcendeu todos os limites de um atleta dentro da quadra - afirmou o ex-jogador ao entregar a camisa para o líbero. 

Serginho não conseguiu esconder a alegria de realizar o sonho da juventude e lembrou as dificuldades para chegar perto dos ídolos de quando ainda nem pensava em ser bicampeão olímpico.

- Essa aqui tem história. A camisa, a forma como foi desenhada...ela tem alguma coisa, mas eu não sei o que é. Lembro que a gente procurava, e eu não tinha condição de comprar. Muito menos de chegar nesses caras. Era impossível. Quantas vezes fui ao treino do Banespa para assistir Marcelo Negão, Maurício. Mas a gente não conseguia chegar perto dos caras. Não tinha como trocar uma ideia, pegar um autógrafo. Cheguei a pegar um do Janelson, na época, fazendo peneira do Banespa. Eu lembro do Amaury. Os caras passando ali, já tinham sido campeões olímpicos, e a gente ficava hipnotizado - contou o levantador. 

Apesar da idolatria de Serginho pelos campeões de 92, Carlão fez questão de exaltar Serginho. No autógrafo pedido pelo líbero, o ex-jogador escreveu: "Uma lembrança ao maior de todos".

- É muito difícil ver um cara como você, com a sua perseverança, teu comportamento dentro da seleção, todas as dificuldades que você passou...e tudo que aconteceu extra-quadra, dentro do vestiário. Você sobrou dentro da seleção. E eu, sinceramente, tudo que eu vi até hoje dentro do vôlei, é difícil ver um cara como você. Não só pelas vitórias. Mas pela sua perseverança, por essa maneira como você sempre buscou, numa posição que você fez ela se valorizar dentro do voleibol, que é a posição de líbero - disse Carlão.

Camisa Serginho Carlão (Foto: Reprodução/SporTV)

Mais uma vez Serginho não poupou elogios aos ídolos e mais uma vez atribuiu aos campeões a "responsabilidade" por ele ter se tornado um grande jogador de vôlei. 

- A culpa é deles. Eu às vezes chego em casa e vejo aquelas coisas lá e fico me perguntando de quem são. De quem são as quatro medalhas olímpicas. A gente tem que ter referência em tudo aquilo que a gente faz, na vida, escola,  no esporte, e eu, graças a Deus, consegui ver esses caras jogando na tv. Se eu sou o que sou dentro de quadra hoje é por causa desses caras aqui - concluiu.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.