Header Ads

>

Mari ainda não arrisca data para a estreia no Bauru




Mari, Marcos Kwiek, Vôlei Bauru, apresentação (Foto: Marina Beppu / Vôlei Bauru)

A atacante Mari, de 33 anos, foi apresentada na manhã desta sexta-feira pela diretoria do Vôlei Bauru em coletiva de imprensa realizada no ginásio Panela de Pressão (confira sua primeira entrevista na cidade no vídeo acima). Campeã olímpica com a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, Mari foi contratada até o fim da atual temporada e chegou à cidade no início desta semana para passar por avaliações físicas, médicas e realizar treinos leves com bola.

Sem jogar há cinco meses, desde que deixou o Jakarta Energi, da Indonésia, a paulistana de 1,90m de altura preferiu adotar a cautela sobre o prazo para entrar em quadra.

– Mesmo nesse período sem jogar, sem treinar com bola, venho mantendo a forma. Voltei a bater bola essa semana, aqui em Bauru, e creio que vou precisar de um tempo para pegar ritmo novamente. Não quero definir um prazo, pois quero trabalhar forte para voltar o quanto antes, mas preciso de um tempo para entrar no ritmo das demais jogadoras do grupo – disse a atleta, que também teve passagem pelo voleibol italiano, além de Osasco, Praia Clube, Rio de Janeiro, São Caetano, Pinheiros e Londrina.

Mesmo diante da incerteza do prazo para sua estreia, Mari demonstrou entusiasmo por voltar a jogar no Brasil.

– Estou feliz em estar aqui em Bauru, em voltar a jogar com o [técnico] Marcos [Kwiek], e de poder voltar a jogar no Brasil. Passei por momentos complicados fora, principalmente na Itália, e agora estou feliz por voltar e também poder estar perto da minha família, da minha mãe – afirmou a atacante, cuja família mora em Rolândia (PR), a cerca de três horas de carro de Bauru.

SAIBA MAIS
> De volta ao Brasil, Mari ataca "critérios duvidosos" de Zé: "Não tive chance"
> Confira outras notícias do vôlei

Recém-chegada à cidade do interior paulista, Mari adota o discurso de confiança em relação ao desempenho do Vôlei Bauru na próxima Superliga.

– Espero que possamos chegar à final. Claro que vamos trabalhar muito, degrau por degrau, buscar o melhor entrosamento para tentar superar equipes de muita qualidade, como todas da Superliga são. Mas a equipe que foi montada aqui tem condições de ir longe sim – afirma a jogadora.

Mari é o 13º reforço do Vôlei Bauru, que antes já havia contratado as líberos Arlene, Dani Terra e Brenda Castillo, as centrais Raquel, Valquiria e Angélica, as levantadoras Juma e Letícia, e as ponteiras Dayse, Thaisinha, Carol Westermann e Prisilla Rivera. Continuaram da temporada passada a oposta Bruna Honório, a central Carol, a ponteira Mari Cassemiro e a levantadora Lyara.

Antes da estreia na Superliga, no próximo dia 27, em casa, diante do Minas, o Bauru volta suas atenções para a disputa da semifinal do Campeonato Paulista. O primeiro jogo da série diante do Pinheiros acontece nesta segunda-feira, no ginásio Panela de Pressão, em Bauru, com transmissão ao vivo pelo canal SporTV. O jogo de volta está marcado para o dia 15 (sábado, na capital. O vencedor desta série encara quem passar da semi entre Osasco e São Caetano.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.