Header Ads

>

Rexona Sesc leva virada do Eczacibasi e classificação fica dificil




Rio de Janeiro x Eczacibasi Mundial de Clubes vôlei (Foto: Divulgação / FIVB)

Precisando da vitória para não depender do improvável e se classificar para as semifinais, o Rio de Janeiro não conseguiu seu objetivo na manhã desta quinta-feira. Diante do Eczacibasi Istanbul, caiu por 3 a 2 (parciais de 27/25, 19/25, 25/22, 18/25 e 11/15) e ficou em situação dramática no Mundial de Clubes que está sendo disputado em Manila, Filipinas. Após ter perdido para o Casalmaggiore (3 a 2) na rodada anterior, o time brasileiro necessita de um resultado improvável do time italiano para o lanterna PSL-F2 Logistics Manila a fim de seguir na luta pelo título inédito. Uma derrota das europeias ou uma vitória por 3 sets a 2 salvam as cariocas.

Vice-campeã em 2013 (perdeu na final para outro turco, o VakifBank) e quarta colocada em 2015 (o campeão foi o Eczacibasi), a equipe comandada por Bernardinho aguarda agora um pequeno milagre na conclusão da rodada final da fase de grupos, ainda nesta quinta, para se manter na competição. 

O Rio de Janeiro fez um primeiro set sólido na defesa e indicativo de que poderia levar obter o triunfo. O equilíbrio foi a marca da parcial inicial, com o time turco sustentando a mínima vantagem até Monique, com uma inteligente largada, virar para 19 a 18. O Eczacibasi voltou a tomar à frente, mas o Rio deixou tudo igual, em 24 a 24. Um bloqueio letal de Monique, no entanto, selou para o time brasileiro em 27 a 25.

As meninas comandadas por Bernardo Rezende seguiam bem e largaram na frente no segundo set. As rivais, lideradas por Thaisa, sempre forte na rede, viraram para 9 a 8. O embate seguiu igual até 19 a 19, quando o Eczacibasi fechou em 25 a 19, após erro de ataque do time carioca.

O Rio abriu 2 a 0 na terceira parcial, porém o forte bloqueio contrário virou o embate para 3 a 2. Recheado de grandes jogadoras estrangeiras (a russa Tatiana Kosheleva, as sérvias Tijana Boskovic e Maja Ognjenovic e as americanas Rachel Adams e Jordan Larson, além da brasuca Thaisa) a equipe turca mostrou força e fez 6 a 3. O Rio correu atrás e virou para 9 a 8 com um bloqueio que voltou no rosto de Adams e fez decolarem os óculos usados pela jogadora. Jogando com muita determinação, as brasileiras fecharam a parcial em 25 a 22 após um tijolaço de Gabi.

A quarta parcial foi a menos equilibrada e toda do Eczacibasi. Bernardinho tentou mudar o panorama com as entradas de Camila Adão e Regiane, mas não teve sucesso. Contando com seu poderosíssimo bloqueio (foram 22 pontos no fundamento), o time turco não teve muito trabalho para vencer por 25 a 18 e levar a decisão para o tie-break. 


O set decisivo mostrou de vez o poder do time turco. Apesar de ver o Rio chegar a fazer 7 a 6, o Eczacibasi foi para a mudança de lado com 8 a 7 a seu favor. A equipe carioca insistia sem sucesso com jogadas para Drussyla, bem marcada. Mesmo mostrando muita raça, o Rio de Janeiro não conseguiu reverter o panorama e viu o rival fechar em 15 a 11 e liquidar a fatura.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.