Header Ads

>

Zé Roberto treina time da 3ª divisão do vôlei




Zé Roberto Barueri Vôlei (Foto: Reprodução / SporTV)

Único brasileiro tricampeão olímpico, José Roberto Guimarães sabe que o que conquistou nos 28 anos de carreira como treinador de vôlei é suficiente para o colocar no hall dos grandes nomes do mundo no esporte. Mas, sempre em busca de desafios, o técnico seguiu seu sonho e começou esse ano o projeto de ter a própria equipe. Comandando o Grêmio Recreativo Barueri, Zé Roberto tira dinheiro do próprio bolso para montar o time, que disputa esse ano a Taça Prata. A ideia é começar na 3ª divisão do vôlei e, aos poucos, conseguir investimentos para conseguir o acesso à Superliga B e, depois, a vaga na Superliga Feminina 

- Essa história tem uns 15, 20 anos, que é um sonho. O que a gente procurou fazer nesse começo foi aproveitar a maioria das jogadoras que estava sem clube. Mas nós começamos a ser procurados por mais jogadoras. Porém, para assumir mais responsabilidades, eu comecei a ficar um pouco preocupado. O projeto é muito gostoso. Não tem nada, mas a gente está treinando feliz e elas estão se dedicando - disse, orgulhoso, Zé Roberto Guimarães, que banca alimentação e hospedagem para as atletas.

Mesmo sem qualquer apoio financeiro de patrocinadores, apenas uma parceria com a prefeitura de Barueri, o treinador montou em uma semana seu "time dos sonhos". Mesclando novatas com rostos bem conhecidos da torcida brasileira, Zé Roberto faz sua estreia à frente da equipe no dia 31, pela Taça Prata. No elenco, estão a ponteira Érika, medalhista de bronze nas Olimpíadas de Sydney, em 2000, a oposta Lia e a levantadora Ana Cristina.

Érika, 36 anos, contou como foi convidada para o ousado projeto.  

- Do nada, eu recebi uma ligação do Zé Roberto me convidando para participar do projeto. Eu falei que já estava há oito meses sem jogar, mas ele disse que se eu largasse e passasse já estava bom. Está todo mundo plantando aquela sementinha, que tem muitas coisas boas. A hora que ela florescer, vai ser muito bacana - disse a medalhista olímpica.

Ao lado da dedicação ao novo time, Zé Roberto continua no comando da seleção brasileira feminina de vôlei. Após a decepção nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, quando as então bicampeãs olímpicas perderam para a China nas quartas de final, o treinador confirmou que está no novo ciclo olímpico, visando aos Jogos de Tóquio, em 2020.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.