Header Ads

Bandagem Funcional no Voleibol






O voleibol é uma das modalidades esportivas mais praticadas em todo mundo,
sendo uma forma de lazer para todas as idades, destacando-se pelo seu caráter social auxiliando na inclusão e educação de jovens e adolescentes.

O voleibol não é considerado um esporte de risco, mas tornou-se competitivo de
equipe e com alto nível de exigência física, técnica e tática, inclui um grande número de movimento de curta duração com frequentes trocas de intensidade. Logo, exige impacto, e assim seus praticantes estão mais suscetíveis as lesões, decorrentes tanto da repetitividade do movimento quanto das coligações resultantes das ações motoras. Principalmente os atletas profissionais.

Portanto, é necessário um programa de tratamento preventivo e de reabilitação. Diante dessa realidade surgiu a Fisioterapia Esportiva/Desportiva. Essa inclui uma forma de tratamento e prevenção que utiliza de forças naturais e efeitos físicos com base científica, usada em várias áreas da medicina, principalmente em ortopedia e traumatologia. Sendo que, um dos métodos que vem sendo utilizados pelos profissionais da saúde para tratamento destas lesões é a
bandagem funcional.

Estudos mostram que a bandagem funcional facilita e inibe músculos que dependem do modo como é aplicada , supõe-se, que a bandagem aplicada sob tensão das fibras do músculo o facilita, porém, se for aplicada através do ventre muscular o inibe.

Portanto, é importante para o profissional que lida com o voleibol, seja na preparação física, seja na recuperação do atleta saber como as bandagens funcionam e podem ajudar os jogadores. As bandagens podem servir ainda para estabilizar e proteger uma articulação já sensível por uma lesão prévia. Funciona como uma imobilização da área comprometida e, ao comprimir, ainda pode ajudar a nutrir e fortalecer o local.

A atividade desportiva, tanto amadora quanto profissional vem crescendo muito por ser um método de lazer, competição, saúde e meio de socialização. O voleibol se encaixa nessa descrição. Porém, além de trazer seus benefícios a quem pratica, pode trazer também o risco de lesões principalmente aos  jogadores profissionais.

Para os atletas que dependem do esporte, as lesões podem trazer pequenas ou  até mesmo grandes alterações no seu dia-a-dia podendo ter sua carreira comprometida.

As bandagens também reduzem edemas e hematomas, melhoram a circulação linfática e proporcionam suporte muscular e articular aos ombros, costas, joelho, panturrilhas e outras articulações.

Entendeu por que quem trabalha com preparação de jogadores de voleibol não pode ficar sem aplicar essa técnica? Por isso, vou te dar uma dica que é imperdível.

O Curso de Bandagem NeuroMuscular Funcional é um curso de METODOLOGIA INOVADORA com abordagem diferenciada de todos os curso da técnica de bandagem existente no mercado.

E isso se acontece porque a metodologia do curso inclui ideias de cadeias musculares, globalidade da Osteopatia e estabilização segmentar e global... fazendo de nossa metodologia com as Bandagens uma maneira ÚNICA no segmento.




A metodologia aplicada no curso acima leva a uma melhora significativa na qualidade dos resultados, além de estratégias terapêuticas para aumentar a efetividade do tratamento/prevenção, elevar os resultados financeiro com um atendimento rápido e "simples".

Não deixe de clicar!


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.