Header Ads

>

Juiz de Fora vence Canoas e tem a sua quarta vitória seguida na Superliga




 Juiz de Fora JF Vôlei Canoas Superliga 2016 (Foto: Raphael Lemos)
Com ou sem emoção? JF Vôlei e Canoas escolheram "com" e renderam fortes emoções aos 386 torcedores presentes no ginásio da UFJF na noite deste sábado. Em um jogo cheio de alternativas e reviravoltas, melhor para os mineiros, que com o placar de 3 sets a 2 (parciais de 25/20, 23/25, 17/25, 27/25 e 15/12) chegaram à quarta vitória consecutiva na Superliga Masculina de vôlei, após 2h38 de jogo. Autor de 11 pontos na partida, o ponteiro Raphael, da equipe de Juiz de Fora, levou o prêmio Viva Vôlei.
Com o resultado, o time mineiro vai a 10 pontos, assume temporariamente a quinta posição e aguarda o confronto entre Taubaté e Montes Claros na segunda-feira. O Canoas segue sem vencer, mas vai a três pontos, ainda fora da zona de classificação aos playoffs. Na próxima rodada, o JF Vôlei visita o Minas, sábado, às 17h, em Belo Horizonte. No mesmo dia, às 18h, o Canoas recebe o Caramuru no ginásio La Salle.

O grupo de Juiz de Fora começou o jogo em ritmo forte e abriu quatro pontos no início do set, com 6 a 2. Marcelo Fronckowiak pediu tempo, mas os mineiros seguiram na frente, com boas chamadas pelo meio de rede com o central Bruno. A equipe gaúcha não aproveitava contra-ataques, e a vantagem dos donos casa chegou a oito pontos quando Rodrigo buscou passe fora da quadra e Renan virou bola improvável na saída de rede: 19 a 11. O Canoas errava muito, nem a boa passagem de Thomaz pelo saque conseguiu encurtar a distância o bastante para minimizar o domínio mineiro na primeira parcial: 25 a 20.
O segundo set começou equilibrado. As equipes trocavam pontos, sempre com o Canoas à frente. O saque visitante seguiu bom e a vantagem chegou a três pontos em bloqueio duplo em cima de Renan, o que obrigou Henrique Furtado a parar o jogo: 12 a 9. O time do Sul chegou a abrir cinco, mas passagem de Rodrigo Ribeiro pelo saque trouxe a diferença para dois. Com o placar em 22 a 20, o time da casa fez a inversão: entraram Henrique e Moreno nos lugares de Renan e Rodrigo. Mas o o Canoas seguiu implacável no bloqueio e fez 25 a 22.
As equipes iniciaram a terceira parcial de maneira similar à anterior. E novamente o Canoas abriu vantagem de três pontos. Com 10 a 7 para o adversário no marcador, Henrique Furtado parou o jogo. A pausa funcionou, placar ficou apertado novamente, mas o filme se repetiu. Com um vibrante Ialisson na rede, o Canoas abriu seis de frente em bloqueio triplo em Raphael. O time da casa parou de virar bolas e em ataque de Gabriel, o Canoas fez 25 a 17.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.