Header Ads

Ricardo espera ver seu filho em Tóquio 2020: "Vai brigar"





Ricardo é referência no vôlei de praia mundial. São três medalhas olímpicas, uma de cada cor, além do ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2007 e seis títulos do Circuito Mundial. Aos 41 anos, ele segue jogando, é o vice-líder do circuito nacional jogando ao lado de André, mas não pensa em jogar a Olimpíada de 2020. O objetivo do baiano radicado na Paraíba é, nos próximos anos, fazer uma breve parceria com o filho Pedro e vê-lo, em breve, entre os melhores do país.
Ricardo fez parte da cerimônia de abertura dos Jogos da Juventude (Foto: Saulo Cruz/Exemplus/COB)
- Ele (Pedro) está se superando a cada competição, tem mostrado a qualidade como atleta jovem, a força de vontade, a dedicação. Isso me impressiona. É um atleta tranquilo, não aceita comparações com o pai, ele é muito consciente do que ele pode produzir. Meu filho vai brigar para estar lá no Japão - disse Ricardo, que esteve na última semana em João Pessoa para acompanhar os Jogos Escolares.
Atualmente, Ricardo segue no circuito nacional. Ao lado de André, está na vice liderança do ranking brasileiro, mas sabe que não tem pique de continuar até 2020. O pensamento agora é feito anualmente:
- Vou continuar jogando o nacional. Estou com uma motivação muito grande de continuar jogando. O objetivo a gente vai traçando a cada temporada, quero competir pelo menos mais dois ou três anos. Quando acabar esse ano vou sentar com André e planejar tudo. Não vejo como eu ir até Tóquio 2020. Quando você tem 41 anos, cada ano é muito longo.
A ideia de Ricardo é jogar com o filho Pedro em algum momento antes de encerrar a carreira. Atualmente, Pedro faz parceria com Felipe Cavazin. No último fim de semana, o time ganhou a etapa de Maringá do Circuito Brasileiro, uma espécie de segunda divisão do país. No ranking que soma os resultados da primeira e segunda divisões, Pedro e Felipe estão em sexto lugar. O papai Ricardo prefere ir com calma:
- Ele está muito bem, crescendo muito, mas tem que ir pouco a pouco, sem precisar ter pressa para o sucesso. Ele tem um caminho bem vitorioso pela frente - disse.
Ricardo e o filho Pedro Santos, campeão sub-19 em João Pessoa (Foto: Daniel Fonseca/Divulgação CBV)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.