Header Ads

Sada Cruzeiro vence Montes Claros e mantém invencibilidade






O Cruzeiro conseguiu vencer o Montes Claros Vôlei na noite desta quarta-feira, 7, por 3 sets a 0 (parciais de 26x28; 26x28 e 21x25), em partida válida pela oitava rodada da Superliga. Diante da sua torcida, que compareceu em peso, com mais de 7 mil lugares ocupados no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves para o clássico do vôlei mineiro, o Pequi Atômico lutou bastante e deu trabalho para o atual campeão da liga, disputando sets apertados.

Com o resultado, o Cruzeiro segue líder e ainda invicto na Superliga, são oito jogos e oito vitórias. O Montes Claros viu sua boa sequência de vitórias, após derrotar Taubaté e Campinas, ser interrompida. Esta foi a terceira vitória do Cruzeiro para cima do Montes Claros no ano; os times haviam se enfrentado duas vezes pelo Campeonato Mineiro.

O MOC volta a jogar no sábado, 10, às 18h, em casa, em mais um duelo estadual contra o JF Vôlei, na nona rodada da Superliga. O Cruzeiro terá mais um duelo fora de casa, contra o SESI (SP), às 14h10, também no sábado.

O jogo
O duelo no Norte de Minas, em mais um clássico do vôlei mineiro, colocou o líder Cruzeiro frente ao quarto colocado, e vivendo momento de ascensão, Montes Claros. Rivalidade, mas muito equilíbrio em quadra. O primeiro ponto da partida foi para o Cruzeiro. As duas equipes iniciaram o set a todo vapor, explorando opções de ataque e sendo bem efetivas, até o décimo segundo ponto, quando o Cruzeiro abriu três de vantagem e fez 15 a 12. O MOC conseguiu reação já no fim do set, chegou a empatar a partida, mas o Cruzeiro demonstrou frieza para fechar o set, em 28 x 26.

A torcida do Pequi Atômico aproveitou o intervalo do jogo para ajudar o time do Norte de Minas em quadra. Com ritmo intenso, o segundo set começou como o primeiro, boas jogadas dos dois lados, com as equipes arriscando suas melhores ações. Novamente o set foi ponto a ponto, com os dois times muito atentos e efetivos no ataque. Novamente, nos momentos finais, o time celeste mostrou porque tem conseguido se manter tanto tempo no topo. O Cruzeiro fechou o set, fazendo novamente 28 x 26.

O terceiro e decisivo set para a vitória do Cruzeiro foi o menos equilibrado da partida. A equipe celeste dominou as ações em quase todo o tempo, mantendo diferença no placar que variava sempre entre cinco e sete pontos. O técnico do Montes Claros, Marcelinho Ramos tentou ajustar o time e colocar os atletas "novamente" no jogo, mas, a superioridade no placar, deu ao Cruzeiro tranquilidade para fechar o set em 25 a 21, levando a melhor no jogo no Norte de Minas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.