Header Ads

>

Rexona Sesc derrota o Minas e é tricampeão da Copa Brasil





O Minas bem que tentou o título da Copa Brasil de vôlei feminino na sua primeira final neste sábado à noite, em Campinas. Mas com o time mais rodado e mais inteiro - a equipe mineira passou para a final jogando até tarde de sexta para sábado uma partida dificílima diante do Osasco -, o Rio de Janeiro do técnico Bernardinho mostrou superioridade técnica, tática e física e conquistou o título pela terceira vez (foi campeão também em 2007, sobre o Osasco, e em 2016, sobre o Praia). A vitória por 3 sets a 0 (25/15, 25/21 e 25/20) mostrou um time, além de mais soberano, com equilíbrio emocional em quadra, ainda que o Minas, depois de dominado no primeiro set, tenha vendido caro a derrota nos dois seguintes.
Rio de Janeiro foi campeão da Copa Brasil de vôlei feminino (Foto: Divulgação/CBV)
Uma das maiores atrações da final ficou por conta do duelo das gringas. De um lado, a holandesa Anne, cravando as maiores pancadas possíveis. A americana Hooker lutou bravamente também para o Minas reagir, virando bolas fantásticas, mas o time de Bernadinho ainda tinha inspiradas na partida Monique, Gabi, a levantadora Roberta e a experiente e consagrada líbero Fabi, 36 anos, eleita a melhor da partida. Tinha que dar mesmo Rio de Janeiro.
- Achei que o conjunto fez a diferença Roberta botou todas as jogadoras para atacar, e isso dificultou o Minas. Nossa defesa também estava boa. Fico feliz também por ter ajudado bem a equipe - disse a oposto Monique, um dos destaques da vitória.
- Acho que foi um jogo muito difícil, o sistema defensivo delas foi muito superior ao nosso. Não fizemos um bom jogo, paciência. Mostramos evolução, mas não podíamos cometer os erros que cometemos. Na hora de decidir, acabamos pecando. E não foi um bom dia pra mim. Vou tirar as melhores lições desse jogo - afirmou Rosamaria, resignada com a derrota.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.