Header Ads

>

Rexona Sesc vence o Fluminense no calor do Tijuca







Rio de Janeiro e Fluminense sofreram com o calor mas a equipe do técnico Bernardinho conseguiu manter a calma, recuperar o fôlego e somar mais uma vitória na Superliga Feminina. Por 3 sets a 1, parciais 30/28, 19/25, 25/12 e 25/18, o Rio se manteve soberano na ponta da tabela.

No início, o Fluminense até tentou se manter junto no placar. O Rio, porém, não queria dar chances às rivais. Com um bloqueio muito forte, logo passou a tomar conta da partida. Abriu 8/4 com tranquilidade e viu o Fluminense se desencontrar em quadra. O Tricolor, no entanto, cresceu nos erros das rivais. Conseguiu evitar três set points em sequência e teve a chance de fechar. Os times passaram a errar muito, mas Anne fechou ao explorar o bloqueio tricolor: 30/28.
O Flu voltou melhor para o segundo set e chegou a abrir 9 a 4 no placar, forçando pedido de tempo de Bernardinho.A chamada do técnico surtiu efeito, e o time tirou a diferença. Mas o Fluminense não se abalou. Manteve a confiança e logo voltou à dianteira, muito por conta dos erros do outro lado. Foram falhas em sequência, que fizeram o Tricolor abrir mais uma vez, chegando a 18 a 13. Àquela altura, Lara, um dos destaques do time, ampliou para 20/14, forçando novo pedido de tempo. Não adiantou. Em ataque de Sassá, 25/19 para o Flu.
O Rio diminuiu os erros no retorno. Desafogo do time, Anne era a maior arma do time de Bernardinho naquele momento, mas também errava, como o restante da equipe. Ainda assim, o Rio conseguiu disparar. Na parcial mais tranquila até ali, fechou em 25/12 em novo bloqueio.
O Fluminense até tentou voltar ao jogo no set final. Roberta, porém, encaixou uma boa sequência de saques, com três aces seguidos, e o Rio abriu 14/5. A vantagem já era grande demais para ser tirada. Com facilidade, fechou em 25/18 e garantiu a vitória.

O Rio volta à quadra na próxima sexta, contra Valinhos, às 19h30, na casa das rivais. O Fluminense, por sua vez, enfrenta o Rio do Sul, no mesmo dia, às 20h15, também no ginásio das adversárias.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.