Header Ads

>

Voleibol brasileiro troca de fornecedor de material esportivo




 

 

A CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) anunciou nesta segunda-feira (dia 16) a Asics como a nova fornecedora de material esportivo de todas as seleções brasileiras, incluindo as equipes de quadra e praia. O novo contrato, cujos valores não foram divulgados, é válido até a Olimpíada de Tóquio, em 2020, com possibilidade de renovação por mais um ciclo olímpico.

A Asics entra no lugar da Olympikus, que era a parceira oficial do vôlei desde 1998. Nesse período, vestiu a seleção brasileira em cinco Olimpíadas (Sydney 2000, Atenas 2004, Pequim 2008, Londres 2012 e Rio 2016).

"A Olympikus queria a renovação, mas a gente já tinha proposta da Asics. Tem um ganho de tecnologia, além de ser uma marca no Japão. Eles vão ser a marca oficial dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020", afirmou Ricardo Trade, o Baka, superintendente da CBV, em entrevista à Máquina do Esporte.

Além da Olimpíada, a Asics também é a marca oficial da FIVB (Federação Internacional de Vôlei).

O anúncio da nova parceira foi feito ontem, em São Paulo (SP), com a participação dos treinadores da seleção brasileira Renan Dal Zotto (masculino) e José Roberto Guimarães (feminino), além do presidente da CBV, Walter Pitombo Laranjeira, o Toroca, e dos campeões olímpicos Bruninho e Serginho.

"Nós nascemos voltados para o esporte, principalmente de alta performance. Mundialmente estamos ao lado de outras equipes fortes do voleibol, mas o Brasil tem uma história especial. Este momento é um marco para uma grande caminhada até 2020, quando seremos a marca oficial dos Jogos de Tóquio. É uma honra estarmos juntos com o que há de melhor no esporte", afirmou Gumercindo Neto, presidente da Asics no Brasil, também presente ao evento.

A estreia do novo uniforme já acontece na etapa de João Pessoa (PB) do Circuito Brasileiro de vôlei de praia, de 26 a 29 de janeiro. Na quadra, a estreia oficial da seleção feminina será no Torneio de Montreux, na Suíça, em maio. O masculino será na Liga Mundial, em junho.

"Mas antes disso pretendemos fazer alguns amistosos no Brasil em que o time já estará usando Asics", conta Baka.

Segundo o dirigente, os novos modelos do uniforme já foram aprovados, mas ainda não estão disponíveis ao público. A ideia é colocá-los à venda na Vôlei Shop, loja online oficial da CBV, e em stands nos ginásios durante eventos da seleção brasileira.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.