Header Ads

Praia Clube vence e decide Sul-Americano com o Rexona Sesc




Praia Clube San Martin Sul-Americano vôlei (Foto: Neto Talmeli)
Depois de o Rio de Janeiro atropelar o Villa Dora, faltava o Praia Clube confirmar o favoritismo brasileiro no Sul-Americano de Vôlei. Pela primeira vez no Centro Olímpico, em Uberaba, Minas Gerais, as mineiras da vizinha Uberlândia despacharam as peruanas do San Martin. Apesar da vitória por 3 sets a 0, as parciais de 25/18, 25/23 e 25/13 mostraram que time brasileiro teve um bocado de trabalho para vencer.
Engana-se quem achou que o Praia Clube teria vida fácil. O time brasileiro precisou sacar muito bem para conseguir abrir frente no placar. A ideia era desmontar a recepção adversária. No início do set, as irmãs Ângela e Leslie Leyva deram uma boa dor de cabeça para o Praia Clube. Mas valeu a experiência de Walewska e Fabiana, que em um ataque de meio de rede fechou em 25 a 18.
O Praia Clube voltou errando muito no segundo set. Desde ataques simples a saques na rede. O San Martin abriu 4 a 2. Mas da mesma forma que o Praia errava, as peruanas também e as brasileiras viraram: 5 a 4. A artilharia ficou pesada. Do lado peruano, Ângela botavas todas no chão. O Praia Clube respondia com Fabiana e Ramirez. Então, valia mais quem tinha a melhor defesa. O San Martin se sobressaiu e abriu três de frente no ataque de Leslie: 16 a 13. Mas o Praia tinha um arsenal maior. Michelle foi para o saque e implodiu a defesa peruana. E ainda faltava uma arma importante do Praia entrar no jogo: Alix, com uma bola de meio, uma paralela e um ponto de bloqueio virou para para as brasileiras: 18 a 17. Mas o San Martin não desistia. Ângela, desta vez com categoria, deixou tudo igual, 20 a 20. Com Walewska no saque, o Praia Clube conseguiu abrir dois pontos de frente e fechou o set com uma China de Fabiana. 
Fabiana foi o nome do terceiro set. Bola no meio de rede, na china, bloqueio... e Praia Clube na frente: 13 a 7. As peruanas parecem ter sentido o golpe e erravam muito. Depois do sufoco no set anterior, o Praia deslanchou e abriu oito pontos de frente. Desta vez sem sufoco. Ataque de Fabiana, 23 a 13 no placar e jogo fechado em 3 a 0.
As irmãs Ângela e Lelie Leyva mostraram o porquê de serem as esperanças do vôlei feminino do Peru e fizeram um grande jogo. As brasileiras, no entanto, tinham mais opções e conseguiram assegurar a vaga na primeira final internacional da equipe. O adversário é outro brasileiro e algoz do Praia Clube: o Rio de Janeiro, que bateu o Villa Dora, no primeiro jogo da noite em Uberaba. Na partida, a central Fabiana foi a maior pontuadora, com 17 pontos

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.