Header Ads

>

Rexona Sesc controla Pinheiros e abre vantagem nas quartas






Não são todos os técnicos que, com a vantagem de escolher onde jogar, preferem começar o caminho em um mata-mata na casa do rival. Bernardinho, no entanto, gosta assim. A confiança tem explicação. Soberano na fase de classificação, o Rio de Janeiro entrou na quadra do Pinheiros com todo o favoritismo possível na noite desta sexta, na abertura das quartas de final da Superliga. Depois de um início tranquilo, viu as donas da casa buscarem o jogo. Ainda assim, liderada por Gabi, a equipe carioca conteve a reação das rivais e chegou à vitória por 3 sets a 1, parciais 25/21, 25/20, 16/25 e 25/23.
A vitória dá a vantagem ao Rio no confronto contra as rivais. Agora, pode selar a classificação para a semifinal na próxima segunda-feira. As equipes voltam a se enfrentar na próxima segunda-feira, às 21h30, na Arena da Barra. O SporTV transmite o jogo ao vivo.
Destaques
O jogo, durante os dois primeiros sets, foi todo de Gabi e Juciely. Depois, porém, o Pinheiros acordou, principalmente com Mimi Sosa, implacável no bloqueio. Ainda assim, o Rio conseguiu segurar a vitória e garantir a vantagem para a segunda partida.
O início até foi equilibrado. Não demorou, porém, para que o Rio de Janeiro conseguisse abrir 7/3 no placar, forçando o pedido de tempo de Paulo de Tarso. Ainda assim, as visitantes ampliaram para 9/3 com facilidade, depois de dois bloqueios seguidos de Gabi. O Pinheiros iniciou uma reação e chegou a diminuir a diferença para apenas três pontos (15/12). O bloqueio do Rio, porém, beirava a perfeição. No fim, uma pancada de Carol fechou o set: 25/21.
Gabi abriu a contagem no segundo set. Pinheiros se esforçava, mas pouco conseguia incomodar o rival, para desespero de Paulo de Tarso. Com tranquilidade, as cariocas abriram 13/7 na contagem. O técnico do Pinheiros pedia mais vibração em quadra, enquanto Bernardinho queria atenção aos detalhes. Quando as donas da casa encostaram, o foi a vez de o treinador pedir tempo. Pediu mais uma vez quando o Pinheiros ficou a dois pontos do empate. Funcionou. Juciely marcou no saque, e Milka mandou para fora na sequência: 25/20.
Pinheiros não desistiu. Vanessa, Lana e Lays cresceram e fizeram o time da casa abrir vantagem no início do set. Para a irritação de Bernardinho, as paulistas abriram 11/5, depois de dois erros seguidos de Juciely. O Rio parecia reagir, mas voltou a errar muito, e o Pinheiros abriu 17/10. As cariocas desmoronaram e não conseguiram mais reagir. Em uma pancada, Sosa fechou o terceiro set em 25/16.
O Rio, porém, retomou o rumo no quarto set. Pinheiros até tentou manter o ritmo da parcial anterior, mas não conseguiu. Com certa tranquilidade, o time carioca abriu 5/1. Sosa, com dois bloqueios em sequência e uma pancada pelo meio, recolocou o time da casa no jogo e dimiu a diferença para apenas um ponto (6/5). Foi Sosa, também, quem deixou tudo igual, em 7/7. O Rio chegou a desgrudar novamente, mas o Pinheiros foi buscar, em bloqueio de Lays (11/11). A partida seguiu equilibrada quase até o fim. As cariocas, porém, conseguiram disparar na reta final, seguraram a reação das rivais e fecharam com pancada de Gabi: 25/23.
Confronto:
17.03 (SEXTA-FEIRA) - Pinheiros (SP) 1 x 3 Rio de Janeiro (RJ) - 21/25, 20/25. 25/16 e 25/23
20.03 (SEGUNDA-FEIRA) - Rio de Janeiro (RJ) x Pinheiros (SP), às 21h30, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ) - SPORTV
24.03 (SEXTA-FEIRA) - Rio de Janeiro (RJ) x Pinheiros (SP), a definir, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ) * Se necessário

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.