Header Ads

>

Fluminense está perto de fechar acordo com empresa de telefonia





Meninas do vôlei tricolor levaram o Flu até as quartas de final da última Superliga feminina (Foto: Mailson Santana/Fluminense)
O Fluminense deve receber cerca de R$ 4 milhões, sendo um para o futebol e três para o vôlei. A demora na obtenção de um documento necessário por parte da TIM junto à sua matriz na Itália atrasou os trâmites. Como o Estado do Rio permite a renúncia fiscal de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), a empresa de telefonia investirá no vôlei feminino em vez de pagar imposto.
Procurada, a assessoria da TIM explicou em nota o motivo da demora na assinatura com o Flu:
"A TIM confirma o patrocínio ao Fluminense nos moldes acordados com o clube e reitera que o time e a empresa estão seguindo com os trâmites burocráticos do contrato. O clube optou por inserir a marca na camisa somente após a finalização desse processo."
Por ser lei de incentivo, o valor destinado ao vôlei só pode ser usado para esse fim. Os gastos precisam ser comprovados. O vice-presidente de esportes olímpicos Márcio Trindade, não vê a hora de investir o dinheiro na temporada 2017/2018 da Superliga Feminina. De volta ao torneio na última edição, as meninas do Flu chegaram até as quartas de final.
- Estamos contando com esse dinheiro. É uma parceria muito bacana e saudável com a TIM. Estamos aguardando ansiosamente para colocar o bloco na rua novamente. Vamos utilizar esse investimento para reforçar o time e alcançar melhores resultados - disse Márcio. 

Livre de vírus. www.avg.com.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.