Header Ads

>

Nestle Osasco fica fora das semis do Mundial de Clubes




   O forte bloqueio da equipe suíça foi uma barreira fatal para o Osasco (Foto: FIVB / Divulgação)
 
Fim de linha para o Osasco na briga pelo título do Mundial de Clubes de Vôlei. A equipe paulista foi derrotada pelo Voléro Zurich-SUI por 3 a 0 (25/27, 22/25 e 18/25) na madrugada desta sexta-feira e ficou fora das semifinais da competição, realizada em Kobe, no Japão. As comandadas por Luizomar de Moura disputarão agora do quinto ao oitavo lugar geral.
A primeira parcial foi a mais equilibrada e decidida somente nos detalhes. O time suíço manteve-se da dianteira com pequena margem de vantagem, até o Osasco conseguir igualar em 10/10 após um ace da sérvia Ana Bjelica, virar e fazer 19/17 após um bloqueio sensacional de Dani Lins. A reação, no entanto, terminou aí, pois o Voléro retomou a dianteira e fechou em 27/25.
A equipe brasileira começou muito bem o segundo set e abriu quatro pontos (8/4) depois de defesa incrível de Tandara. O Voléro Zurich , porém, virou para 9/8, colocando em prática o seu fortíssimo bloqueio. O Osasco, então, pareceu se desconcentrar, facilitando o trabalho das adversárias, que ampliaram para 19/14 e, mesmo com uma estéril tentativa de reação da equipe paulista, mataram a parcial em 25/22.
As quedas nas duas parciais iniciais já impediam um triunfo que valesse três pontos (3 a 0 ou 3 a 1) e deixou a situação do Osasco quase irreversível em relação à classificação. A virada para 3 a 2 daria somente dois pontos, o que forçaria com que as brasileiras torcessem para que Eczacibaci Istanbul perdesse ou vencesse o lanterna e já eliminado NEC Red Rockets somente por um improvável placar 3 a 2.
Já garantido na semi com a primeira colocação do grupo, o time suíço entrou no terceiro set com as suplentes, inclusive Mari Paraíba. Mesmo assim, o Osasco não conseguiu reagir e acabou batido por 25/18, perdendo o duelo por 3 a 0 e se despedindo das chances de classificação para as semifinais do Mundial do Japão.
O coletivo foi a força maior do Voléro Zurich, que teve Olesia Rycliuk, com 12 pontos. No lado brasileiro, destaque para Tandara, maior anotadora em quadra com 14 pontos, quatro a mais que Bjelica.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.