Header Ads

>

Brasil perde a segunda na Liga Mundial






A força do saque da Bulgária fez a diferença e o time, que sequer esteve na Olimpíada do Rio, derrotou o Brasil neste domingo em partida válida pela sexta rodada da Liga Mundial, por 3 a 0, parciais de 25/22, 25/19, 23/25 e 25/19. No duelo, realizado em Varna com um público de quase cinco mil pessoas, os donos da casa fizeram sete pontos de saque, além de distruírem o passe brasileiro em diversas oportunidades. O Brasil cometeu muitos erros, dando de graça 39 pontos para os anfitriões.

A terceira e última semana da fase classificatória será em Cordoba, na Argentina, onde o time verde e amarelo terá pela frente novamente a Bulgária, Argentina e Sérvia, nos dias 16, 17 e 18. De qualquer forma, o Brasil já está classificado para a fase final da competição por ser o país-sede. Os jogos serão emCuritiba, entre 4 e 8 de julho.

O técnico Renan Dal Zotto optou por poupar o levantador Bruninho e o central Lucão, ambos campeões olímpicos, e entrou com Murilo Radke e Otávio. No levantamento, Radke não comprometeu, cometeu alguns erros de fundamento, mas ao mesmo tempo conseguiu bons bloqueios. Bruninho entrou na metade do segundo set. Otávio conseguiu ótimos saques e foi regular no ataque.

A seleção brasileira conquistou nove vezes a Liga Mundial, competição disputada anualmente desde 1990. No início do século, foram oito títulos entre 2001 e 2009, mas, desde então, o time não levanta o troféu. Nas últimas sete temporadas, foram quatro vice-campeonatos. Após o ouro na Rio 2016, Bernadinho deixou o comando da seleção, e Renan Dal Zotto assumiu.

A seleção da Bulgária, empurrada pela torcida, jogou com muita vontade, querendo mostrar serviço contra a atual campeã olímpica. Em muitos momentos do jogo, atletas dos dois times reclamaram com o árbitro, assim como o treinador búlgaro. A grande quantidade de desafios, pedidos dos dois lados, fez com que os dois primeiros sers durassem, somados, 1h15.


Primeiro set

O Brasil começou melhor, chegou a abrir quatro pontos de vantagem, mas o saque da Bulgária começou a entrar, principalmente com Sokolov. Os donos da casa abriram três pontos, o técnico Renan Dal Zotto pediu tempo técnico duas vezes, mas pouco adiantou. O Brasil encostou no fim, com uma boa sequência de saques de Bruninho, mas a Bulgária fechou 25/22. Foram dez erros da seleção.

Segundo set

O começo da parcial foi do Brasil, com ótimos saques de Otávio, que fizeram com que a equipe abrisse 5 a 1. Aos poucos, os europeus foram chegando, sempre usando a força do saque, até passarem à frentre com 11 a 10. O Brasil voltou a cometer diversos erros, principalmente no ataque, chegou a atuar com três ponteiros passadores, mas de nada adiantou. No fim, 25 a 19, com 14 erros da seleção nacional.

Terceiro set

O Brasil começou a última parcial pressionando no saque. Com um bloqueio de Maurício em Sokolov abriu 6/3. As encaradas dos búlgaros despertaram os brasileiros, mas os erros de contra-ataque seguiam atrapalhando. Em um deles, de Lucarelli, o time anfritrião empatou em 9/9. Com o placar apertado, o Brasil conseguiu abrir 16/13 com um erro de ataque búlgaro. O bloqueio funcionou e a vitória no set ficou mais perto quando Sokolov foi pego duas vezes e o Brasil abriu 23/20. Com um ataque cruzado de Lucarelli veio a vitória por 25/23.

Quarto set

Começo equilibrado, o Brasil estava mais ligado no bloqueio. Mas o ataque búlgaro seguia incomodando e a primeira parada obrigatória apontava vantagem visitante de 8/6. No saque de Sokoliv e no bloqueio de Penchev a Bulgária virou o placar para 11/10. Na hora decisiva o Brasil cometeu três erros de ataque e em um ace de Penchev os donos da casa abriram 21/15. A partir daí não foi mais possível reagir.

A campanha do Brasil na Liga Mundial 2017
02/06 - Brasil 2 x 3 Polônia (20/25, 25/20, 25/19, 22/25 e 8/15)
03/06 - Brasil 3 x 1 Irã (21/25, 25/19, 25/22 e 25/22)
04/06 - Brasil 3 x 1 Itália (25/15, 17/25, 25/23 e 25/22)
09/06 - Brasil 3 x 1 Canadá (23/25, 25/20, 25/22 e 25/23)
10/06 - Brasil 3 x 1 Polônia (25/21, 25/20, 17/25 e 25/19)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.