Header Ads

>

Brasil vence Bélgica e mantém chance de classificação no Grand Prix de vôlei




A seleção brasileira feminina de vôlei venceu a Bélgica por 3 a 0 (28/26, 25/19 e 25/20) nesta quinta-feira, em Cuiabá, pela terceira rodada da fase de classificação do Grad Prix. O Brasil está pressionado nesta etapa porque precisa vencer todos os seus compromissos para manter chances de chegar à fase final, que será em Nanjing, na China, entre 2 e 6 de agosto. E a Bélgica é o adversário considerado mais fácil desta etapa.
Nesta sexta-feira, às 15 horas (de Brasília) e com transmissão ao vivo da TV Globo e Sportv, o Brasil pegará a Holanda. E no domingo as rivais serão as americanas (também com TV).
Para chegar à etapa final, o Brasil precisa terminar entre as cinco melhores seleções. Estava em sétimo no início desta fase. A China já está garantida por ser a sede das partidas.
Também nesta quinta-feira os Estados Unidos derrotaram a Holanda por 3 a 1 (25/15, 23/25, 28/26 e 25/21), em Cuiabá. Esse confronto marcou a disputa pela medalha de bronze dos Jogos Olímpicos do Rio.
Holanda e Estados Unidos apareciam, respectivamente, nas segunda e terceiras colocações no geral. Esta rodada só se completará na madrugada de sexta-feira.
A Sérvia, líder da competição até agora com 15 pontos (5 vitórias e 1 derrota), joga contra a Rússia em Hong Kong. Em quarto lugar, a Itália enfrenta a Turquia, em Bangkok. E a China, que está em quinto, enfrenta o Japão, que ocupa a sexta colocação, em Hong Kong.
No início do jogo desta quinta-feira, as belgas chegaram a abrir 8 a 4. O passe do Brasil estava sofrível. Com Roberta em ótima sequência de saque, o Brasil empatou em 8 a 8, mostrando melhora na defesa e no contra-ataque. A levantadora teve o melhor saque do Brasil no jogo. Carol, no bloqueio, também ajudou a seleção a equilibrar o set (foram 4 pontos neste fundamento nesta etapa). A parcial foi disputada até 28 a 26 para o Brasil.
O segundo set começou com o mesmo problema de passe. Zé Roberto já havia apontado o passe e a defesa como fundamentos abaixo do desejável. Não à toa, Roberta teve dificuldade para o levantamento. O Brasil chegou a fazer 3 a 1 mas viu a virada em 5 a 3. O set ficou disputado, com a belgas caprichando na defesa. Quando o passe entrou, o Brasil foi bem melhor, ganhou volume de jogo. Adenízia também colaborou no bloqueio, fundamento que até aqui havia somado 9 pontos (5 pontos nesta parcial). O Brasil venceu com menos dificuldade: 25 a 19.
Na última parcial, o Brasil estava mais confiante no passe e mais atento na defesa. Já as belgas sentiram a pressão. Tandara e Rosamaria foram os destaques no ataque. Adenízia e Carol mantiveram o bom desempenho no bloqueio (também pontuaram no ataque) e Roberta, no saque. O set foi a 25 a 20.
Tandara foi a maior pontuadora do jogo com 17 pontos (todos de ataque em 29 tentativas). Rosamaria fez 15 (14 de ataque e 1 de bloqueio). Carol, que fez uma ótima partida, somou 13 pontos (7 de taque, 5 de bloqueio e 1 de saque) Pelas belgas, Grobelna fez 15.
No total, o Brasil somou 13 pontos de bloqueio (contra 2 das belgas), melhor fundamento da seleção no jogo. Mas cedeu 17 pontos em erros para o rival.
- A defesa ainda falhou mas o bloqueio tocou muito mais na bola. Erramos também o saque mas foi porque forçamos. Acho que a defesa não acompanhou o bloqueio e estamos treinando mais. Acredito que após esse jogo teremos um espelho para melhorar para as próximas partidas - comentou Tandara.
Zé Roberto voltou a elogiar o bloqueio mas criticou a defesa:
- Temos de subir mais as bolas e melhorar o passe. No passe, a bola estava viajando muito antes de chegar na Roberta. E precisamos disso logo no início da partida. O time vai crescer mais e teremos mais volume de jogo - declarou Zé Roberto, que na etapa do Japão, a segunda, teve problemas para colocar a seleção em quadra para treinar.
Brasil começou o jogo com: Roberta, Tandara, Rosamaria, Natália, Carol, Adenízia e a líbero: Suelen. A Bélgica escalou: Herbots, Leys, Grobelna, Janssens, Van de Vijver, Lemmens e a líbero De Tant
Grand Prix

1ª semana – Ancara (Turquia)

07.07 – Brasil 3 x 0 Bélgica (25/22, 25/23 e 25/18)
08.07 – Brasil 0 x 3 Sérvia (19/25, 20/25 e 19/25)
09.07 – Brasil 3 x 2 Turquia (24/26, 25/17, 25/18, 22/25 e 15/13)

2ª semana – Sendai (Japão)

14.07 – Brasil 3 x 0 Sérvia (26/24, 25/17 e 25/22)
15.07 – Brasil 0 x 3 Tailândia (22/25, 21/25 e 27/29)
16.07 – Brasil 2 x 3 Japão (22/25, 24/26, 25/19, 25/20 e 15/17)

3ª semana – Cuiabá (Brasil)

20.07 – Brasil 3 x 0 Bélgica (28/26, 25/19 e 25/20)
21.07 - Brasil x Holanda, às 14h05 (horário local)/15h05 (horário de Brasília) - TV Globo e Sportv2
23.07 - Brasil x Estados Unidos, 9h10 (horário local)/10h10 (horário de Brasília) - TV Globo e Sportv2

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.