Header Ads

>

Sesc/Rio vence Fluminense e conquista título do Carioca




Roberta dita ritmo, Sesc/Rio vence Fluminense e conquista título do Carioca

O time do Sesc/Rio confirmou o favoritismo, venceu o Fluminense e se consagrou campeão carioca neste domingo. Empurradas pela torcida, as meninas do time tricolor tentaram segurar o ímpeto das visitantes no ginásio do Hebraica, no Rio de Janeiro, mas perderam a segunda partida da final por 3 sets a 1, com parciais de 25/17, 25/21, 24/26, 25/22 e amargaram o vice-campeonato. No primeiro jogo da decisão, as comandadas de Bernardinho já haviam garantido a vitória e só precisavam repetir o desempenho anterior para levantar a taça do Estadual pela 13ª vez. Roberta ditou o ritmo e, ao lado de Drussyla e Gabi Guimarães, conduziu o time ao título.

- Não estamos no nosso melhor, estamos treinando juntas há duas semanas. Uma e meia, se duvidar. Falta muito ritmo. Estamos com número de erros muito excessivo. Precisamos baixar isso para o início da Superliga, que a gente sabe que agora o nível está muito alto. Mas ficamos felizes com essa vitória, a gente estava muito concentrada para isso e trabalhamos muito. A gente teve uma derrota ano passado para o Fluminense, e aquilo ainda não estava descendo para a gente. Hoje pudemos relaxar com essa vitória. Mas temos muito a melhorar ainda - avaliou Roberta.

  Sesc/Rio vence o Fluminense e leva título carioca (Foto: Erbs Jr.)

 

Voltando de cirurgias, a veterana Juciely também foi bem e, inclusive, foi ovacionada pela torcida quando entrou. Ela falou sobre o título e o retorno.

- Estou feliz, graças a Deus conquistamos esse campeonato que é importante para nós, para o patrocinador. Foi uma trajetória longa. Não estava nada programado, eu tinha uma cirurgia para fazer, e acabei fazendo duas. Mas saiu tudo dentro do planejado. A equipe mudou bastante de um ano para o outro, mas o que importante é que estamos felizes - comentou Juciely, do Rio de Janeiro.

Comandadas de Bernardinho festejam a taça (Foto: Gabriela Pantaleão)

Comandadas de Bernardinho festejam a taça (Foto: Gabriela Pantaleão)

Clarisse, do Fluminense, comentou o jogo e falou da importância de encarar o time de Bernardinho.

- O Fluminense se mostrou uma equipe guerreira desde o ano passado, está entre os melhores. Tivemos uma renovação grande. Enfrentar um time como o Rio nessa fase é importante pois faz o time crescer. Jogar contra elas é sempre difícil - falou a atleta tricolor.

O CONFRONTO
No contra-ataque, o Sesc/Rio fez o primeiro ponto da partida e logo abriu vantagem. Empurrado pela torcida, o Fluminense correu atrás do placar e, no erro das visitantes, virou o jogo: 5 a 3. A bola seguiu caindo nos dois lados da quadra, quando Roberta acionou Drussyla pela ponta, e o Sesc/Rio encostou. Mais uma vez, a levantadora do time de Bernardinho trabalhou com a ponteira para virar o jogo e fazer 10 a 9. O técnico Hylmer Dias pediu tempo, mas a conversa com suas comandadas não surtiu efeito, que viram as visitantes abrirem cinco pontos de diferença. Depois ficou fácil e no erro de saque de Thaisinha, o Rio fechou o primeiro set em 25 a 17.

  Sesc/Rio vence o Fluminense na final do Carioca de vôlei feminino (Foto: Erbs Jr./Sesc/Rio)

 

O Flu voltou para o segundo set mais atento e fez quatro pontos. Bernardinho precisou reunir as meninas e interromper a partida. O papo não mudou o rumo da parcial, e as donas da casa seguiram colocando a bola no chão: 6 a 2. No lado do Sesc/Rio, Monique liderou a reação e com uma linda deixadinha diminuiu a distância. O time tricolor não se abalou com a pressão adversária, e Letícia segurou o ímpeto das visitantes pela rede. O Sesc/Rio colou de novo, e o treinador do Flu pediu tempo para tentar conter a virada adversária. Em ótimo saque, Gabi Guimarães empatou para as visitantes, mas a equipe da casa seguia liderando. Bernardinho sacou Juciely do banco, que entrou muito aplaudida pela torcida. Com a mudança, o Rio arrancou uma virada e fechou o set em 25 a 21.

O terceiro set começou com Fluminense melhor de novo. O time da casa rapidamente abriu uma pequena vantagem, e o Sesc/Rio correu atrás para recuperar a diferença. Não demorou, e as comandadas de Bernardinho conseguiram virar. Durou pouco. Do outro lado da quadra, Letícia dominou a rede para deixar o Tricolor na frente outra vez: 16 a 14. A experiência de Juciely fez diferença e o placar se inverteu novamente. Incansável, o Fluminense buscou mais uma vez e fez 21 a 18. Com o jogo empatado, a bola caía nos dois lados da quadra, mas embaladas pela torcida, as meninas do Flu fecharam a parcial por 26 a 24 para ficar vivas na decisão.

O Tricolor marcou o primeiro no quarto set, e a partida seguiu muito equilibrada assim como no fim da parcial anterior. Roberta acionou Gabi Guimarães, que colocou o a equipe visitante na frente. O Sesc/Rio conseguiu uma certa vantagem, mas as donas da casa seguiam logo atrás. Com a torcida cantando alto no lado de fora da quadra, o time do técnico Hylmer Dias inverteu o placar e fez 15 a 14. Depois de um ótimo saque de Michele, o Rio furou a recepção e Thaisinha colocou a bola no chão: 20 a 17. Drussyla desequilibrou a partida no fim do set. Pela ponta, a jogadora do Sesc/Rio não tomou conhecimento das adversárias e deixou tudo igual em 21 a 21. Roberta sacou muito bem e arrancou a virada. Com Monique, o time de Bernardinho fechou o jogo e a torcida soltou o grito: "o campeão voltou". Fim de papo: 25 a 22.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.