Header Ads

>

Sesc Rio cresce no tie-break e vence clássico contra Osasco na Superliga feminina





Rio de Janeiro venceu o Osasco na Superliga feminina de vôlei
O Osasco recebeu o Rio de Janeiro na noite desta sexta-feira, no ginásio José Liberatti, pela última rodada do primeiro turno da Superliga feminina de vôlei. Mesmo com a torcida contra, o maior clássico do país foi vencido pelas visitantes, que não deixaram a pressão vinda das arquibancadas influenciar em quadra para garantirem o triunfo por 3 sets a 2, parciais de 23/25, 25/12, 20/25, 25/22 e 16/14,  e confirmarem o favoritismo, já que até agora perderam apenas para o Praia Clube, líder isolado da competição.
Esse foi o 84º encontro entre as duas equipes. O Rio de Janeiro leva grande vantagem no clássico, já que ostenta nada mais, nada menos que 49 vitórias, contra 25 do Osasco. As duas equipes, inclusive, foram quem decidiram o título da última edição da Superliga, conquistada pelas cariocas – foi o 12º título do Rio.
A partida começou bastante equilibrada. Mantendo uma margem de erro baixa, ambas as equipes souberam alternar o ímpeto na hora de atacar e a eficiência defensiva para não deixarem as adversárias se distanciarem no placar. O bom desempenho na recepção e a velocidade na rede fez com que o primeiro set se tornasse imprevisível, entretanto, o Osasco fez jus ao apoio massivo de sua torcida para levar a parcial por 25 a 23.
Já no segundo set a situação foi completamente oposta. Insatisfeito com a performance do Rio de Janeiro, o técnico Bernardinho teve uma conversa séria com suas jogadoras, que provaram ter prestado atenção nas instruções dominando o Osasco na parcial, abrindo boa vantagem logo na disputa dos 15 primeiros pontos e igualando o duelo ao vencer por nada mais, nada menos que 25 a 12.
O vacilo do Osasco obviamente não passou batido pelo técnico Luizomar de Moura, que tratou de motivar suas atletas para que não deixassem as visitantes crescerem na partida. Depois de um início de parcial equilibrada, as donas da casa tomaram a frente, abriram três pontos de vantagem e daí em diante mantiveram a liderança no marcador para fecharem o terceiro set em 25 a 20 e se recolocarem em boa posição para garantir o triunfo.
No quarto set o Rio de Janeiro voltou a se impor no jogo e acabou forçando o tie-break. Aproveitando os erros do Osasco na recepção, as comandadas do técnico Bernardinho foram contundentes no ataque e não deram muitas oportunidades de defesa para as donas da casa, que novamente sofreram o empate, desta vez ao perder a parcial por 25 a 22, e tiveram a grande responsabilidade de recompensar a torcida com a suada vitória no quinto e decisivo set.
Abrindo 3 a 0 no tie-break, o Osasco forçou o Rio de Janeiro a pedir tempo logo no início da parcial. Preocupado com o rumo da partida, Bernardinho interveio e viu suas jogadoras mudarem de atitude. Mais agressivas, as visitantes começaram a colocar a bola no chão e deixaram a pressão de lado para virarem a partida e assegurarem o triunfo por 3 sets a 2 ao fecharem a parcial em 16/14.

Livre de vírus. www.avast.com.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.