Header Ads

>

Nestle Osasco vence o Fluminense por 3 sets a 2 na Superliga




  Em jogo de altos e baixos, Osasco vence o Fluminense por 3 sets a 2 na Superliga
Embalado pelo recente título da Copa Brasil, o Osasco teve trabalho, mas derrotou o Fluminense por 3 sets a 2 (25/17, 17/25, 25/15, 21/25 e 15/12), neste sábado, no ginásio José Liberatti, pelo returno da Superliga feminina. O time tricolor fez jogo duro até o fim, venceu o segundo e o quarto sets, mas acabou perdendo para o time do técnico Luizomar de Moura, que alcançou sua quinta vitória consecutiva na competição.

O Osasco está em quarto lugar na tabela da Suerliga 2017/2018, e o Fluminense é o sexto colocado. O Praia Clube segue na liderança. Tandara marcou 20 pontos pelo Osasco, mas Renatinha, do Fluminense, foi a maior pontuadora, com 22 acertos.

- Jogo contra o Fluminense é sempre complicado, eles têm um time que joga bem taticamente e é muito habilidoso, mas acho que jogamos um pouco abaixo. Viemos de uma semana puxada, pois voltamos de Lages após dois jogos importantes e uma viagem desgastante e retomamos os treinos com tudo. Não que seja um motivo para uma apresentação irregular, mas pesa. O importante é sair com a vitória. Queríamos os três pontos, mas seguimos em frente porque temos dois jogos difíceis na próxima semana (contra Brasília e Bauru) - afirmou a central Bia, eleita a melhor jogadora da partida. 

Tandara, com uma pacanda na diagonal, abriu o placar. Osasco, que teve a torcida na arquibancada da líbero Camila Brait, que está de licença maternidade, aproveitou as falhas do Fluminense e abriu logo 6/2. Depois, com uma ótima sequência de quatro pontos seguidos, com direito a dois bloqueios (Fabíola e Mari Paraíba), chegou a 11/3. Liderado pela ponteira Michelle, o Fluminense tentou reagir, chegou a diminuir a diferença no placar, mas não conseguiu fazer frente às rivais. Tandara seguiu soltando suas bombas, e o Osasco fechou o primeiro set em 25/17.

O Fluminense voltou para a quadra diferente. Depois de um bloqueio duplo, a equipe tricolor fez 4/3. O Osasco sentiu o bom momento das rivais e acabou permitindo que a vantagem aumentasse para três pontos. O experiente técnico Luizomar de Moura pediu tempo e tentou colocar ordem na casa, mas demorou para o time reagir. Depois de um bonito rali, Mari Paraíba explorou o bloqueio rival e deixou tudo igual novamente: 11/11. A parcial seguiu equilibrada até Lara ir para o saque pelo Fluminense e fazer a diferença, com cinco pontos em sequência: 22/17. Daí em diante foi só administrar até fechar em 25/17 e deixar tudo igual no jogo em 1 a 1.

O terceiro set começou equlibrado. Fabíola apareceu bem pelo Osasco com um bloqueio seguido por uma boa bola de segunda, fazendo 5/4. Do outro lado, Renatinha, Michelle e cia seguiram fazendo jogo duro. Mas, depois de uma largada de Mari Paraíba, o time de Luizomar abriu dois de vantagem e foi consolidando a vitória no set. Um dos destaques da partida, a central Bia ajudou o time a deixar as rivais distantes. Abatido, o Fluminense desta vez não conseguiu reagir. Com um ataque de Ninkovic, o Osasco fechou a parcial em 25/15.

  Mari Paraíba ataca e foge do bloqueio rival (Foto: João Pires / Fotojump)

O atual campeão da Copa Brasil não demorou para abrir vantagem no quarto set. Depois de mais uma pancada de Tandara, o Osasco abriu em 7/4. Mas o Fluminense não se entregou. Com um bloqueio e um ataque de Michelle, empatou em 10/10 e, em seguida, assumiu a liderança do placar. Chamando o jogo e soltando o braço, Renatinha desiquilibrou o set. O time da casa tentou reagir, mas não deu para alcançar o time tricolor. Com um paredão triplo segurando o ataque rival, o Fluminense fez 25 a 21 e levou o duelo para o tie-break.

A primeira vantagem no set decisivo veio com bloqueio Fluminense: 2/0. Logo, no entanto, o Osasco reagiu e virou com uma bola de primeira de Bia. Com dois pontos seguidos, Angela apareceu bem também, deixando o time da casa mais confortável: 6/3. O Fluminense não se entregou, ainda conseguiu o empate em 7/7, mas o Osasco cresceu no momento decisivo, com destaque para Natália, que entrou muito bem no jogo. Com um saque para fora de Renatinha, enfim o Osasco fez 15/12 e arrancou a vitória suada por 3 sets a 2.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.