Header Ads

>

Vôlei do Sesi-SP perde para o Fluminense





O objetivo da equipe feminina de vôlei do Sesi-SP era fechar a fase classificatória bem, com bom ritmo, e foi isso que fizeram. Entrando em quadra na noite desta sexta-feira (02/3), o grupo comandado pelo técnico Rodolfo Lino enfrentou o Fluminense e fechou o segundo turno da competição brigando à altura por cada ponto. Mesmo sem terem vencido as cariocas, ficando atrás com o placar de 3 sets a 1 (27/29, 16/25, 25/22 e 20/25), as atletas conseguiram equilibraram a partida.
As meninas da indústria receberam as cariocas e viram as adversárias abrir o placar logo de cara. Mas a vantagem na parcial não durou muito tempo. Pri Heldes colocou suas atacantes e ação e chegou ao empate em 4 a 4. Assumindo a dianteira, o Sesi-SP cresceu em quadra, soube aproveitar os contra-ataques com as defesas da líbero Erika Pão e da ponteira Nikolle, e empolgando o público presente ficou bem próximo de fechar a parcial. Porém, Thais, Michelle, Lara e companhia capricharam no detalhe e fecharam o primeiro set.
As parciais seguintes seguiram equilibradas. O Fluminense ampliou a vantagem para dois sets a zero, mas o Sesi-SP não desaminou. Lino chamou a central Raquel para quadra e viu sua equipe evoluir ainda mais. Com a torcida empurrando e colocando um gás no jogo, Amabilie e Nikolle vibravam a cada ponto. Domingas não ficou atrás e anotou os seus também.
A briga seguia ponto a ponto até Giovana sentir câimbra e Jordane assumir o posto de levantadora da equipe carioca. Com a jovem atleta no comando o Fluminense voltou a crescer, marcou, Lara cravou uma boa sequência no saque e após a abertura de vantagem na parcial, o Sesi-SP não conseguiu parar a adversária e ficar com a vitória. Com o resultado de 3 a 1 as paulistas permaneceram na 12ª colocação com quatro pontos, encerrando a participação na edição 2017/18 da Superliga feminina.
 "Mesmo não conquistando as vitórias que queríamos nós encerramos essa temporada felizes. O nosso grupo passou por muitas coisas. Jogamos a Taça Ouro e vencemos, já seguimos direto para o Paulista e logo depois para a Superliga e nesse caminho muitas atletas foram chegando, mudando dentro de quadra, então sentimos bastante. Mas hoje, independente de resultados eu só tenho a agradecer. Em nenhum momento o nosso time deixou de ser um grupo unido. Independente de qualquer resultado nós seguimos unidas e isso foi essencial", comentou Nikolle, destaque do Sesi-SP com 15 pontos.
Entre as maiores pontuadoras, Thais ficou com a artilharia pelo Fluminense ao anotar 18 pontos. O troféu VivaVôlei ficou com a levantadora Jordane.
O Sesi-SP entrou com a levantadora Pri Heldes, a oposta Domingas, as centrais Dani Suco e Marjorie, as ponteiras Nikolle e Glayce e a líbero Júlia. Entraram Erika Pão, Cássia, Thais, Neneca, Amabilie e Raquel. Enquanto o Fluminense começou com Giovana, Ariane, Lara, Leticia, Thais, Michelle e a líbero Sassá.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.