Header Ads

>

Serginho e Filipe completam oito temporadas colecionando títulos pelo Cruzeiro






A longevidade do time, atribuída ao pequeno número de mudanças ao longo de nove anos, é apontada por muitos como o segredo do sucesso da equipe de vôlei masculino do Cruzeiro. O técnico Marcelo Méndez afirma que o trabalho de longo prazo é a razão de tantos títulos e que o suporte dado pelos que estão na equipe desde o início tem sido fundamental. E cita dois baluartes, o líbero Serginho, de 39 anos, e o ponteiro Filipe, de 38, juntos no time há oito temporadas. Não por acaso, eles estão entre os maiores vencedores do vôlei brasileiro. O primeiro é o recordista de títulos, com 38 troféus, e o segundo, 27.

Para Serginho, a manutenção da base é vital para as conquistas celestes. "As mudanças são poucas. Por isso os números são tão bons". Ele destaca o caráter coletivo da modalidade, inclusive o ambiente de trabalho. "O nosso dia a dia faz a diferença. Quem chega sente isso. Sempre procuramos ajudar a todos. Assim, o time vai construindo a sua história."

A cada mudança, ainda que pequena, o grupo precisa se adequar. "Quando um sai e outro chega, é hora de a gente se esforçar mais. Nossa permanência com certeza ajuda, pois temos a confiança do nosso técnico", ressalta o ponteiro.

Desde que foi montado, essa é a Superliga mais dura para o Cruzeiro, em especial nas semifinais, pois saiu de um placar adverso, de duas derrotas, nas duas primeiras partidas da melhor de cinco diante do Taubaté-SP. Cada um tem uma visão sobre o momento atual.

"Não foi a primeira vez que me vi nessa situação. Mas, sem dúvida, foi a semifinal mais difícil, mais pesada, e a final mais apertada. No primeiro ano nosso, tivemos uma semifinal apertada contra o São Bernardo. Posso dizer que tínhamos um time de meninos. Agora, temos estrangeiros, de nível de seleção, além de um jogador campeão olímpico. Essa experiência ajuda muito", diz Filipe.

"É impossível não pensar em quando começamos, em cada um que passou por aqui. Todos deixaram um legado: Wallace, William, Douglas Cordeiro, Éder Carbonara, Rogério. O time seguiu andando sem eles e vai continuar assim. São oito anos de conquistas, Nós nos reinventamos a cada jogo. Isso é o que é bonito" afirma Serginho.

Ambos confessam que quando começaram a jogar não projetavam tantos títulos. E Filipe e Serginho têm uma coincidência em suas carreiras, pois estiveram próximos de abandonar o esporte.

Filipe diz quem nem pensava em ser atleta. "Tem uma coisa engraçada entre mim e o Serginho. Eu era infantojuvenil e acabei convocado para a Seleção Mineira. Depois, fiquei sabendo que foi coisa do Serginho. O tempo passou, saí do Minas e fui para o Santo André. Lá, não sabia nem mesmo se ia receber o mês. Só recebia se passasse de fase numa competição. Decidi estudar educação física. Fui para o Banespa, já no último ano de faculdade. Fui campeão da Superliga. Ali decidi que queria mesmo ficar no vôlei. Finalmente, vim para cá."

Juntos, eles sonham com a conquista do hexacampeonato da Superliga, o que deixará o clube como segundo maior conquistador de títulos, atrás apenas do Minas, que tem sete. E a conquista de mais esse título levará o time do Barro Preto a mais um Campeonato Sul-Americano, que é classificatório para o Mundial. A decisão será domingo, às 9h, no Mineirinho. A Raposa venceu o primeiro duelo por 3 a 2, no Ibirapuera.

Os números de cada um

Serginho

Posição: Líbero
Nome: Sérgio Luiz Seixas Francia Nogueira
Altura: 1,84m
Peso: 79kg
Nascimento: 25/8/1978, em Belo Horizonte
 
Conquistas:

- 3 títulos mundiais pelo Cruzeiro
- 5 títulos da Superliga pelo Cruzeiro
- 3 títulos da Superliga pelo Minas
- 6 títulos sul-americanos pelo Cruzeiro
- 1 título Sul-Americano pelo Minas
- 8 títulos mineiros pelo Cruzeiro
- 7 títulos mineiros pelo Minas
- 3 títulos da Copa do Brasil pelo Cruzeiro
- 3 títulos da Supercopa Brasil pelo Cruzeiro

Filipe

Posição: Ponteiro
Nome: Filipe Augusto Faccion Ferraz
Altura: 1,94m
Peso: 91kg
Nascimento: 1/3/1980, em Joaíma-MG
 
Conquistas: 

- 3 títulos mundiais pelo Cruzeiro
- 5 títulos sul-americanos pelo Cruzeiro
- 5 títulos da Superliga pelo Cruzeiro
- 1 título da Superliga pelo Banespa
- 8 títulos mineiros pelo Cruzeiro
- 3 títulos da Copa do Brasil pelo Cruzeiro
- 3 títulos da Supercopa Brasil pelo Cruzeiro
- 1 título da Copa Mercosul pelo Florianópolis
- 1 Grand Prix nacional pelo Banespa
- 1 Supercopa Brasil pelo Banespa
Tags: Superliga Masculina de Vôlei cruzeiroec volei filipe

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.