Header Ads

>

Treinamento Físico no Voleibol






O treinamento físico não é exatamente um fundamento do vôlei, mas é uma parte fundamental do sucesso de uma equipe. A preparação física dos atletas vai influenciar diretamente no desempenho deles em quadra e, por isso, deve ser levada em conta, bem planejada e executada.

Os requisitos de performance no voleibol devem ser trabalhados de acordo com as necessidades da equipe ou da competição . O aperfeiçoamento das habilidades motoras  ( fundamentos do voleibol), não pode ficar restrito a repetição dos mesmos . O trabalho físico é componente do processo global, pois se as valências ou capacidades físicas requeridas para a execução dos fundamentos forem insuficientes , certamente o atleta  terá um baixo rendimento durante a execução dos fundamentos. Assim é necessário que a preparação física caminhe lado a lado com a preparação técnica .

Muitas vezes, uma equipe muito habilidosa e que domina todos os fundamentos do vôlei, mas que não possui uma boa preparação física pode ter um resultado inferior àquela que é mediana nos fundamentos, mas que consegue manter um padrão físico durante toda a partida.

Além disso, o treinamento físico é essencial na prevenção de lesões. Musculaturas, posturas e movimentos bem treinados tem chances muito menores de serem lesionadas durante um jogo ou treino.

Etapas da preparação física

Para que haja uma boa preparação física, é necessário que ela seja planejada e dividida em etapas. Especificamente no vôlei, podemos separar as etapas do treino físico em hipertrofia, força, potência, rendimento e manutenção.

Hipertrofia

É realizada na pré-temporada, com o objetivo de adaptar a musculatura, o sistema nervoso central e os tecidos a prática do exercício físico em alto rendimento. Nesta etapa os treinadores e preparadores físicos devem utilizar os exercícios de força durante o treinamento.

Força

Após a adaptação neural dos músculos e tecidos, é a hora de ganhar força. Agora os jogadores devem diminuir o número de repetições nos exercícios e aumentar a carga e a intensidade dos exercícios.

Potência

No período de potência o objetivo é utilizar a força obtida nas fases anteriores, nos movimentos do vôlei. Sendo assim, o treinamento deve ser composto por repetidos exercícios do vôlei, realizados em alta capacidade de potência.

Rendimento

O rendimento corresponde ao momento em que os atletas precisam maximizar todas as vertentes adquiridas anteriormente. Para tanto, o treinador deve utilizar exercícios específicos no treinamento dos jogadores.

Manutenção

A manutenção é o final da fase de treinamento físico, e é utilizada durante a temporada e os campeonatos. Nela, o treinador deve priorizar atividades que façam o atleta manter o condicionamento, a força e a potência adquiridos nos momentos anteriores.
A definição do sistema energético do voleibol é motivo de grande discussão. A comunidade científica se vê dividida . Fisiologistas e preparadores físicos  tradicionais  afirmam que o voleibol é uma atividade predominantemente anaeróbica descartando a existência de momentos de predominância aeróbica . Muitos autores justificam sua oposição a essa tese argumentando que se considerarmos o jogo, de maneira isolada eles têm razão; porém se considerarmos a atividade do atleta de uma maneira global não se pode ignorar a existência do uso de metabolismos aeróbicos. O grupo concordando com esse pensamento, portanto , trabalhará com capacidades aeróbicas e anaeróbicas, levando em consideração a significativa dominância da última.

Se você trabalha com crianças ou adolescentes e lida com Voleibol, não pode deixa de conhecer o "TOP 100 VOLEIBOL".  Clique aqui

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.