Header Ads

>

Zé Roberto elogia seleção e exibe confiança para a fase final da Liga das Nações




José Roberto Guimarães, técnico da seleção feminina de vôlei.
Terceira colocada do estágio classificatório da Liga das Nações, atrás apenas de Estados Unidos e Sérvia, a seleção brasileira feminina de vôlei fará a sua estreia na fase final da competição nesta quinta-feira, às 8h15 (horário de Brasília), em Nanquim, na China, contra a Holanda. Ao abordar nesta quarta este confronto, o técnico José Roberto Guimarães elogiou o time nacional e exibiu confiança na conquista de bons resultados nesta reta derradeira do torneio.
"Tenho que parabenizar as jogadoras pela dedicação delas durante essas sete semanas. Tivemos altos e baixos durante a competição, mas aprendemos bastante. Estamos treinando muito bem e sinto o time feliz por termos chegado aqui com a possibilidade de enfrentar as melhores seleções do mundo, mas queremos mais na competição", afirmou o treinador da seleção, deixando claro que não se deu por satisfeito com o simples avanço à fase final da Liga das Nações.
Em meio a este ciclo no qual visa principalmente os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, Zé Roberto vem promovendo um processo de renovação na seleção feminina que começou após a Olimpíada de 2016, no Rio, onde as então atuais bicampeãs olímpicas decepcionaram ao serem eliminadas pela China nas quartas de final.
Até por isso, a conquista do Grand Prix no ano passado foi um pouco surpreendente, embora o Brasil tenha faturado o seu 12º título desta competição, da qual é o maior campeão. Este torneio foi substituído justamente pela Liga das Nações no calendário do vôlei feminino e a seleção agora luta para levantar o troféu da primeira edição do evento, que ganhou um novo formato de disputa, com uma primeira fase mais longa do que tinha o Grand Prix, assim como passou a contar com 16 seleções.
"Vamos enfrentar seleções que estão entre as melhores do mundo. A Holanda tem evoluído bastante. O técnico (Jamie Morrison) é americano e joga como os Estados Unidos, imprimindo bastante velocidade nas extremidades e com as jogadoras de meio. Ele tem investido no potencial defensivo do time. Será um grande desafio. Já vencemos a Holanda na fase de classificação, mas está tudo zerado", alertou Zé Roberto, dono de três medalhas de ouros olímpicas como técnico - além dos títulos à frente da equipe feminina nos Jogos de Pequim-2008 e Londres-2012, subiu ao topo do pódio em Barcelona-1992 como comandante da seleção masculina.
O Brasil integra o Grupo A desta fase final da Liga das Nações, que também conta com a China. A abertura desta chave aconteceu já nesta quarta-feira e contou com a seleção anfitriã derrotando as holandesas por 3 sets a 1. O Grupo B também teve o seu primeiro jogo nesta quarta, com os Estados Unidos batendo a Turquia, de virada, por 3 sets a 2.
As duas primeiras colocadas de cada chave avançarão às semifinais, que serão neste sábado, enquanto a decisão e a disputa pelo terceiro lugar serão no domingo em Nanquim. Após encarar as holandesas nesta quinta-feira, as brasileiras terão pela frente as chinesas na sexta, às 9h30 (de Brasília), em duelo que poderá valer a liderança do Grupo A em caso de triunfo do time nacional em sua estreia na fase final.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.