Header Ads

>

Thaisa busca evolução: 'Espero conseguir ajudar o Brasil'




Nas redes sociais, Thaisa comemorou a convocação para o Mundial de Voleibol Feminino 2018 (Foto: Divulgação)

Convocada para disputar o terceiro mundial de vôlei da carreira, a central Thaisa, comemorou a oportunidade nas redes sociais. Prata em 2010, no Japão, e bronze na Itália, em 2014, a atleta ainda está em período de evolução após passar por cirurgia no joelho esquerdo em junho do ano passado. Com apresentação marcada para este domingo, no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), Thaisa disse estar empolgada por estar de volta à seleção brasileira.

- Fico muito feliz e empolgada por ter essa oportunidade de estar na seleção novamente, mesmo sabendo que ainda estou voltando e que não estou no melhor da minha forma. Estou correndo atrás e lutando para conseguir voltar a jogar em alto nível. Chego na seleção dando o meu máximo e treinando forte. Pretendo estar melhor do que hoje daqui a dois meses porque o ritmo a gente ganha treinando e jogando, e eu preciso ganhar esse ritmo ainda. Estou evoluindo bem e feliz com isso. Espero conseguir ajudar o Brasil nesse Mundial.

Na última semana, a central defendeu o Brasil na Copa Pan-Americana de Vôlei, disputada em Santo Domingo, na República Dominicana. Apesar de a seleção ter se despedido da competição em quarto lugar, mas com vaga nos Jogos Pan-Americanos de 2019, Thaisa mostrou um bom desempenho nas quadras, com 52 pontos marcados - sendo 36 de ataque, 10 de bloqueio e seis de saque - em cinco jogos.

- Voltar a vestir a camisa da seleção e ter conseguido a classificação para os Jogos Pan-Americanos foi muito bom. Fiquei muito feliz, mas triste por não ter sido o resultado esperado. Me senti bem fisicamente. No terceiro jogo seguido eu já estava um pouco mais cansada porque o meu corpo ainda está se readaptando a isso. Senti um pouco de dor no joelho, mas é normal. Foi um esforço extra que não estava mais acostumada porque estava treinando aos poucos. Fui me adaptando e é natural a dor. E sei que será assim por um bom tempo. Mas é uma dor controlada e tenho pessoas à minha volta para eu não exceder - concluiu.

24 equipes marcam presença no Mundial de Voleibol Feminino 2018, que será disputado no Japão entre os dias 29 de setembro e 20 de outubro. Comandado pelo técnico José Roberto Guimarães, o Brasil encabeça o Grupo D ao lado da Sérvia, e se prepara para enfrentar República Dominicana, Porto Rico, Cazaquistão e Quênia na fase classificatória

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.