Header Ads

>

Federação Internacional de Vôlei entra no caso envolvendo Cruzeiro e Simón






Novidade no embate entre Cruzeiro e Simón. O jogador e seu atual clube, o Civitanova, da Itália, foram citados pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB) para que apresentem, até o dia 31, sua defesa para o caso. A FIVB quer saber os motivos pelos quais o cubano trocou o clube mineiro pelo europeu. O Civitanova já solicitou a inscrição do meio de rede no Campeonato Italiano Masculino de Vôlei.Simón é acusado de abandonar o Cruzeiro um ano antes do término de seu contrato – em sua chegada, em 2016, ele assinou com o time mineiro por três temporadas. O clube celeste fez a denúncia junto à entidade que comanda o vôlei mundial, solicitando o pagamento da rescisão, estimada em cerca de US$ 400 mil, aproximadamente R$ 1,58 milhão na cotação atual.

A bomba estourou no mês passado, quando o cubano não se apresentou ao Cruzeiro na data programada para início da temporada 2018/2019. Depois, ele mandou um comunicado aos dirigentes celestes informando que não continuaria em Belo Horizonte, pois tinha assinado contrato com os italianos.

A partir do comunicado do jogador, o departamento jurídico cruzeirense registrou uma ação na FIVB, que é a única a poder tomar

uma decisão sobre o caso, já que é ela quem rege a modalidade no mundo. A entidade, então, abriu inquérito para investigar o fato, que chegou à fase de defesa do acusado e de seu clube. Somente depois de apresentadas as justificativas dessas duas partes é que a FIVB anunciará seu veredito.

Simón e o Civitanova podem ser obrigados a pagar a multa rescisória ao Cruzeiro. Caso isso não ocorra, o jogador pode ser suspenso por um ano e seu retorno às quadras depender da quitação da dívida. O clube italiano também pode ser punido, com a suspensão de competições internacionais, além de pagar multa, que seria estabelecida pela entidade internacional.

SOLUÇÃO - O Cruzeiro não conta mais com o retorno de Simón, o que seria outra possibilidade. O clube mineiro já contratou outro meio de rede, o francês Le Roux, eleito o melhor da posição na última Liga das Nações

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.