Header Ads

>

Tandara é destaque da seleção de vôlei contra os EUA








Com Tandara batendo um bolão, a seleção brasileira de vôlei faz hoje, às 10h, em Brasília (com transmissão da TV Globo), o primeiro de quatro amistoso contra os Estados Unidos, campeão da Liga das Nações, de olho no Campeonato Mundial, entre 29 de setembro e 20 de outubro, no Japão. A oposta, que foi a melhor na sua posição na Liga das Nações, vive fase incrível e, após iniciar carreira na seleção no ciclo olímpico para Londres-2012, ter sido cortada da Rio-2016,promete ser a protagonista do Brasil em Tóquio-2020. Os outros confrontos diante das americanas serão na terça, às 19h, e na quinta, às 20h, em Uberaba, e no sábado, às 19h30, no Maracanãzinho.
— Estou mais madura e, após o corte para Rio-2016, botei na minha cabeça que a minha Olimpíada será a de Tóquio. Claro que até lá tem chão e nossa seleção é servida de várias excelentes atletas. Mas, vou lutar para este protagonismo, inciado no ano passado, se mantenha — disse.
Ela, que chegou a ofuscar a chinesa Ting Zhu, em confronto direto com a seleção asiática, na Liga das Nações, pondera que o Brasil foi desfalcado para a competição — ficou em quarto — e que assim teve maior destaque.
— Mas agora teremos de volta Natália, Dani Lins, Thaísa, Gabi, entre outros reforços. Por isso não me sinto protagonista — destacou.
Tandara é campeã olímpica em Londres, mas como reserva de Sheilla. Após ser mãe em setembro de 2015, foi cortada para a Rio-2016. Dedicada ao time do Osasco, foi a maior pontuadora na Superliga 2016/2017. Na seguinte, a MVP, dona do melhor ataque e chegou a maior pontuadora da história da competição.
Técnico diz que oposta está madura e vive melhor fase da carreira
O técnico da seleção brasileira José Roberto Guimarães acredita que Tandara, que após cinco temporadas no Osasco atuará na China, vive sua melhor fase como atleta. Conta que ela cresceu, valoriza o tempo dos treinos, é dedicada e focada. Ele afirma que, após a Liga das Nações, a oposta está crescendo ainda mais.
— Que Deus a conserve assim. Está numa crescente e dá para ser melhor. Fez uma boa Liga das Nações e foi sobrecarregada em alguns momentos. Mas agora poderá buscar melhor desempenho — disse o treinador , se referindo ao fato de que teve vários desfalques e atletas com problemas físicos: — Tudo o que o grupo apresentou... O quarto lugar foi um ótimo resultado. É um time que luta muito, comprometido. Esse time briga e estará na melhor fase no Mundial.
Na sequência dos amistosos contra os Estados Unidos, o Brasil defenderá o título do Montreux Volley Masters, na Suíça, entre os dias 4 e 9 de setembro. Zé Roberto já levará a equipe do Mundial.
No momento, ele tem em seu grupo, além de Tandara, as levantadoras Dani Lins e Roberta, as centrais Adenízia, Bia, Carol e Thaisa, as ponteiras Amanda, Fernanda Garay, Natália, Drussyla, Fernanda Tomé, Gabi e Rosamaria e as líberos Suelen e Gabiru. Assim como Tandara, a líbero Suelen entrou para o time da Liga das Nações, como a melhor na sua posição.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.