Header Ads

>

Brasil perde o bronze para Turquia




 
 
A seleção feminina de vôlei encerrou, neste domingo, sua participação no Masters de Montreux, na Suíça, com mais uma derrota, a terceira na competição. Na disputa do bronze contra a Turquia, o time saiu atrás, fez dois sets muito bons, mas caiu no tie-break. As parciais foram 25/16, 25/18, 23/25, 20/25 e 15/13.
No quinto set, o que influenciou muito foram dois erros de recepção de saque do Brasil, que colocou as turcas na frente para fechar a partida.
Na primeira fase, o time havia perdido para a Polônia, e passado por Rússia e Camarões. Na semi, caiu diante da Itália por 3 a 2. A seleção ainda não pôde contar com Natália, que esteve na Suíça, mas não entrou em quadra neste domingo, nem com Bia e Tandara, que seguem machucadas. Nomes como Thaísa, Fê Garay e Dani Lins ainda estão buscando a melhor forma.
Neste domingo, o time esteve muito mal nos dois primeiros sets. Pouco efetivo nos bloqueios, com saque que pouco incomodou, erros bobos em todos os fundamentos e falta de virada de bola. No terceiro set, a entrada de Carol pareceu ter dado um ânimo à equipe. Ela entrou muito bem, conseguiu dois bloqueios essenciais no fim para a vitória brasileira na terceira parcial.
Na pontuação das brasileiras, Drussyla anotou 12 pontos, Gabi 12, Rosamaria 11, e Carol nove. Pela Turquia, Baladin foi o grande nome, com 24, seguida por Boz, com 17.
No primeiro set, a Turquia abriu de cara 4 a 1 e não deixou mais o Brasil encostar. Gabi conseguia fazer algum estrago na defesa adversária, e o bloqueio trabalhou bem na primeira metade da parcial. Mas, depois, o passe falhou, alguns erros bobos, de desatenção e de fundamento, foram vistos. Vitória por 25 a 16 para as turcas.
Na segunda parcial, José Roberto entrou com Roberta e Drussyla no lugar de Fê Garay e Adenízia. As mudanças não fizeram efeito, e a Turquia abriu 6 a 2, obrigado o técnico brasileiro a pedir tempo. Na parada, ele conversou reservadamente com Roberta, enquanto o restante do elenco ouvia os outros membros da comissão. O time seguiu errando bastante, principalmente no passe, e as turcas abriram 15 a 8. No fim, 25 a 18.
Na terceira parcial, Carol entrou em quadra, e Dani Lins voltou. Apesar da vontade das brasileiras em quadra, as turcas também começaram na frente, com 7 a 5. Mas o Brasil teve um ótimo momento no saque de Dani Lins, e conseguiu, com um 10 a 9, passar na frente pela primeira vez no placar. No 17 a 17, Amanda entrou no lugar de Adenizia, sacou muito bem e, com um bloqueio e um erro de ataque das rivais, a seleção abriu 20 a 17. Um bloqueio de Carol no 22 a 21, e outro no 23 a 22, fizeram a diferença.
No quarto set, Carol começou muito bem no saque, e a seleção abriu 3 a 0 logo de cara. O momento era todo brasileiro, que conseguiu 9 a 3, até mais um pedido de tempo do técnico turco. As europeias encostaram no 16 a 13, mas Rosamaria conseguiu uma bela virada para abrir de novo vantagem para a seleção. No fim, 25/19.
A quinta parcial começou com o Brasil abrindo 2 a 0, mas logo a Turquia buscando 2 a 2. Depois, as europeias abriram dois pontos, e mantiveram essa vantagem até quando o Brasil empatou 7 a 7, em uma bela defesa de Drussyla e um ataque de Gabi. No 10 a 10, um erro de recepção do Brasil colocou a Turquia na frente, 11 a 10. Outro erro de recepção, e as turcas fizeram 13 a 11

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.