Header Ads

>

Brasil vence Rússia de virada e fica perto das semifinais do Mundial de Vôlei




Seleção brasileira vence a Rússia
A seleção brasileira masculina de vôlei começou a sua participação na terceira fase do Mundial com vitória em um confronto espetacular. Em Turim, pelo Grupo I, a equipe derrotou a Rússia por 3 sets a 2, com parciais de 20/25, 21/25, 25/22, 25/13 e 15/12, em virada liderada pelo levantador William.
Os dois primeiros colocados da chave se classificam às semifinais, sendo que o Brasil estará de folga na quinta-feira, quando Rússia e Estados Unidos vão se enfrentar, sendo que uma vitória norte-americana classificará a seleção antecipadamente às semifinais. Se isso não ocorrer, o Brasil tentará sacramentar a sua vaga na fase seguinte em duelo com os norte-americanos, até agora invictos na competição, na sexta-feira, às 12 horas (de Brasília).
A equipe dirigida por Renan Dal Zotto havia vencido seis dos sete duelos que fez nas etapas anteriores do Mundial, a mesma campanha da seleção russa. E para esse confronto, o treinador escalou Bruninho, Wallace, Lipe, Maurício Souza, Douglas e Lucão como titulares. Depois, Isac, William, Kadu, Evandro e Maique entraram durante o duelo.
As mudanças promovidas por Renan, aliás, foram determinantes para o triunfo do Brasil. A partir do terceiro set, William e Isac assumiram a titularidade, substituindo Bruninho e Maurício Souza, e acabaram sendo decisivos para o incrível triunfo da seleção.
Wallace brilhou pelo Brasil nesta quarta-feira com 22 pontos marcados, enquanto Lipe fez 16. Dmitry Volkov foi o maior pontuador do duelo com 23 acertos pela Rússia, enquanto Maxim Mikhaylov anotou 19.
O primeiro set da partida começou com equilíbrio. E no seu melhor momento, o Brasil chegou a abrir 9/7. Só que os russos se recuperaram, fizeram 19/17 e deslancharam. Nem a inversão do 5-1, realizada por Renan, surtiu efeito para impedir a derrota da seleção, definida em 25/20, com ataque de Muserskiy.
As equipes oscilaram no início do segundo set, quando a Rússia abriu 4/2, mas o Brasil conseguiu fazer 6/4 após ótima sequência de Lucão no saque. Só que os russos se recuperaram e, liderados por Volkov, passaram à frente do placar, fazendo 16/14. Com confiança, os russos foram abrindo desvantagem e nem a troca de Kadu por Douglas resolveu, com a equipe perdendo por 25/21 após erro de Lucão no saque.
Renan, então, mudou o time. Com Isac e William como titulares, além da utilização do líbero Maique em alguns momentos, a equipe chegou a abrir 10/6. A Rússia assustou ao empatar o placar em 18/18, mas o Brasil voltou a ficar na frente e fechou a parcial em 25/22 com Evandro.
O quarto set, novamente equilibrado, pareceu uma caça da Rússia ao Brasil. Afinal, a equipe nacional abria vantagem e depois via os rivais encostarem. Foi assim, por exemplo, quando fez 18/15, para depois permitir o empate em 20/20. Os russos também salvaram um set point, mas um erro de Volkov no saque definiu o triunfou brasileiro por 25/23, forçando a realização do tie-break.
O início da Rússia foi melhor no set de desempate, liderando o placar por 4/2. Mas o Brasil não se abateu, equilibrando o jogo e chegando a fazer 11/8 e depois 13/10. A equipe ainda desperdiçou dois match points, mas assegurou o triunfo em ataque de Douglas, por 15/12, deixando a seleção próxima das semifinais do Mundial.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.