Header Ads

>

Itália vira o jogo e Brasil está fora da final do Torneio de Montreux




  Foto: Divulgação
A Seleção Brasileira feminina de vôlei foi derrotada pela Itália na tarde deste sábado, no Torneio de Montreux. A disputa pela vaga na final terminou em 3 sets a 2 (19/25, 25/18, 22/25, 25/17 e 15/12) após uma virada italiana. As brasileiras vão disputar o terceiro lugar da competição contra as turcas, que foram derrotadas pelas russas, também neste sábado, por 3 sets a 1. O jogo será neste domingo às 8h30 (de Brasília).
Agora, o foco da Seleção Brasileira é a conquista inédita do Título Mundial. A competição tem início no dia 29 de Setembro, em Hamamatsu. A final, que será disputada em Yokohama está marcada para o dia 20 de outubro.
Publicidade
No Torneio Montreux o Brasil contou com o retorno da ponteira Fernanda Garay, após período sabático. A líbero Suelen e a ponteira Drussyla estão recuperadas de lesão e à disposição do técnico José Roberto Guimarães. O mesmo pode-se dizer da ponteira Natália, que se ficou ausente por conta de uma tendinite crônica no joelho direito, mas voltou à Seleção e participou do torneio. Tandara e Bia não estão com a Seleção em Montreux, por conta de dores nos ombros, mas estarão liberadas para o Mundial.
O JOGO
A equipe montada pelo técnico Zé Roberto entrou em quadra nervosa e cometendo alguns erros, deixando a Itália largar na frente no placar. Fernanda Garay deixou tudo igual e Gabi e Carol com um bloqueio conseguiram colocar o Brasil na frente. O jogo foi paralisado quando o placar marcava 12 a 9 para a equipe brasileira, Davide Mazzanti pediu tempo. O Brasil seguiu na frente e quando marcava 22 a 17, o italiano pediu tempo novamente. Não adiantou. Com 23 a 19 a ponteira Amanda entrou em quadra e com dois saques deu o primeiro set ao Brasil.
Na volta para a quadra a Itália pareceu mais atenta e levou equilíbrio à partida. A vantagem no placar ficou em uma espécie de revezamento entre as equipes. O técnico italiano parou o jogo quando o placar marcava 12 a 10, com o objetivo de abrir uma vantagem maior. Deu certo, e então foi a vez de Zé Roberto pedir tempo. Apesar das paradas e tentativas, a Itália conseguir manter a vantagem e ampliá-la. O set finalizou em 25 a 18 para as italianas.
O set perdido pareceu não abalar a Seleção Brasileira. As entradas de Drussyla e Moniques ajudaram à equipe na conquista do set. O técnico Zé Roberto fez uma inversão 5-1, colocando a Roberta no lugar de Rosamaria e Monique substituindo Dani Lins, mas não deu certo. Com o fim da inversão, Gaby foi muito bem o ataque e mostrou bastante eficiência no bloqueio, levando à equipe brasileira a conquistar o segundo set por 25 a 22.
O quarto set também teve um início promissor da seleção brasileira, que conseguiu abrir vantagem de quatro pontos ainda no início do set. Até que a Itália começou a reagir, conseguiu tirar a diferença e abrir seis pontos de vantagem sobre a Seleção Brasileira. Na tentativa de melhorar, o técnico Zé Roberto voltou a fazer a inversão 5-1, mas não deu certo. E os erros consequentes do rodízio deu o set para as italianas: 25 a 17.
O tie-break foi complicado para a Seleção Brasileira, que não conseguiu manter o ritmo dos outros inícios de set. A Itália começou muito bem e com bloqueio consistentes. Zé Roberto pediu tempo quando o placar apontava 5 a 2, mas a parada não adiantou e as italianas seguiram na frente com boa vantagem. Quando o placar marcava 11 a 7, novo pedido de tempo para a Seleção Brasileira. Mas, já não era suficiente. Na volta, a Itália se mostrou mais forte e fechou o set em 15 a 12, conseguindo a vaga para a final.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.