Header Ads

>

Taubaté vence Sesi no golden set e é pentacampeão




Renato Antunes/Maxx Sports
Pela decisão do Paulista masculino de vôlei, o Sesi recebeu o Taubaté, na noite desta segunda-feira (15), na Vila Leopoldina. Em um jogo extremamente disputado, os donos da casa venceram o jogo por 3 a 1, mas no golden set o time do Vale do Paraíba deu o troco e conquistou o pentacameponato do estadual.
Indo para o tudo ou nada no saque, o Sesi conseguiu abrir vantagem nos primeiros pontos do confronto. Apesar do alto número de erros da equipe, os donos da casa conseguiam compensasr com o sistema defensivo funcionando. Na reta final do set, o time da capital liderava por 18 a 15 no marcador, o Taubaté tentou encostar, arriscando mais no saque, e conseguiu com um ace de Conte, fazendo 22 a 20 e obrigando o adversário a parar a partida. Na volta, apesar de manter o ritmo buscando o empate, os donos da casa conseguiram fechar em 25 a 21.
Após a derrota na primeira parcial, o Taubaté voltou para a quadra com um tática diferente no saque, que deu resultado e a equipe do Vale do Paraíba abriu 8 a 5 no começo do set, obrigando a parada. Na volta o Sesi cresceu. Com uma sequência de ace, bloqueio e erro do Taubaté conseguiu abrir 11 a 9 no marcador, fazendo com que os visitantes pedissem tempo. Na volta, as duas equipes passaram a disputar a parcial ponto a ponto até o 16 ponto. Após um levantamento discutível, a arbitragem marcou 2 toques de Uriarte, o que causou irritação de todos da equipe do Vale do Paraíba, resultando em um cartão vermelho para o técnico Daniel Castellani. Após a confusão, com a desvantagem no marcador, os visitantes cresceram no duelo e chegaram a empatar a parcial em 21 a 21. Na reta final, os donos a casa foram melhores ans escolhas e em um ataque de Renato fecharam em 25 a 23.
O terceiro set começou igual. Arriscando muito no saque, Taubaté e Sesi aumentaram o número de erros e passaram a maior parte do tempo trocando pontos. A equipe do Vale do Paraíba conseguiu aproveitar um contra ataque e abriu 13 a 11 no marcador. Na segunda metade da parcial, os dois times continuaram rocando pontos, até a reta final. Nela, com uma sequência de saques de Renato, os donos da casa chegaram a ter o ponto do jogo, que forçaria o golden set, contudo os visitantes conseguiram reagir e em um erro de ataque de Lucas Lóh fecharam em 26 a 24 e forçaram mais uma parcial.
No quarto set, embalado pela vitória na parcial anterior, o Taubaté começou melhor e, aproveitando o bom momento no saque e nos contra ataques, abriu 17 a 11 no placar. Com a diferença no marcador, os donos da casa chamaram o banco e reagiram. Com a entrada de Evandro e Franco o duelo mudou. Éder conseguiu um sequência de saques e o placar empatou.
Com a igualdade, Sesi e Taubaté começaram a fazer pequenos jogos de dois pontos, hora com vantagem para os donos da casa, hora com vantagem para a equipe do Vale do Paraíba. Isso se arrastou até impressionantes 40 a 39, quando com um erro de ataque dos visitantes, os onos da casa conseguiram fechar, em 41 a 39, forçando o golden set.
Nele, o Taubaté começou avassalador. Com uma incrível sequência de saques e bloqueios, a equipe abriu 6 a 0 no placar. Com a diferença no marcador, o time do Vale do Paraíba passou a administrar o placar, já o Sesi arriscava tudo que podia. Com isso, a vantagem se manteve e foi só questão de tempo para a parcial acabar em 25 a 20.
"Feliz, terminou do jeito que a gente queria, com o quinto título do Paulista seguido. Estou aqui essas cinco temporadas, então tem um gosto especial, estar aqui desde o nascimento do projeto e poder acompanhar todo o crescimento", comentou Rapha, capitão do Taubaté
"Eu escolhi vir para Taubaté para ser campeão, tive propostas melhores, recusei o Japão onde já joguei e ganharia mais do que aqui, mas eu queria conquistar títulos, como aconteceu hoje", disse Leandro Vissotto.
"Acho que nós estamos batendo muito na trave. Fazemos ótimos campeonatos, bons jogos, finais excelentes, como foi hoje, mas falta alguma coisa. Hoje por exemplo faltou o começo do Golden Set, que eles acabaram abrindo muito e a parcial escapou. Acho que temos que parar de bater na trave e fazer um golzinho logo", comentou Murilo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.