Header Ads

>

Bicampeã Olímpica de Vôlei agita Jogos Escolares em Natal




Bicampeã olímpica pela seleção brasileira feminina de vôlei, Fabiana Alvim está movimentando o centro de convivência dos Jogos Escolares da Juventude, em Natal (RN). Agora ex-atleta e comentarista de vôlei, Fabi foi convidada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) para ser Embaixadora da maior competição estudantil do país e não tem sossego por onde anda. Fabi está sempre cercada de jovens querendo tirar fotos, ganhar conselhos, um abraço ou uma palavra de incentivo da maior líbero de todos os tempos.

"Essa é a primeira vez que venho aos Jogos Escolares. Recebi alguns convites antes, mas não pude aceitar. Dessa vez, já como ex-atleta, não podia deixar de prestigiar um evento tão importante e bacana como esse. É um privilegio vir aqui e poder dividir um pouco da minha história", disse Fabi. "Como é a primeira vez, eu estou muito encantada com tudo o que tenho visto e sentido. É uma energia realmente diferente. É muito parecido com o que se vive em Jogos Olímpicos", afirmou a carioca, ouro em Pequim 2008 e Londres 2012.

Os protagonistas dos Jogos Escolares da Juventude são os estudantes de todo o Brasil. Mas um elenco de nomes do esporte, escolhido pelo COB para cada edição, marca presença e divide as atenções. Atletas do esporte nacional, incluindo campeões olímpicos e mundiais, interagem com os participantes da competição, com a missão de compartilhar suas experiências e disseminar o espírito olímpico. Além de Fabi, Natal recebeu os embaixadores Daniele Hypolito (ginástica artística), Joanna Maranhão e Ana Marcela Cunha (natação), Duda Vaz (judô), Magnólia Figueiredo (atletismo), além dos professores Carol Mendonça (língua portuguesa) e Rodrigo Sacramento (matemática). O judoca Tiago Camilo chega a Natal na sexta-feira, dia 23.

"Participei de um bate papo com a molecada, vou assistir aos jogos de vôlei e entregar medalhas. Mas o que acho mais legal é esse contato mais íntimo. Poder sentar, conversar e trocar ideias, responder às perguntas variadas. Talvez eles achem que estão vivendo um momento bacana, mas eles não fazem ideia de que nós também vivemos esse momento. Poder estar junto deles em um evento grandioso como esse é especial demais", disse a bicampeã olímpica, essencial em tantas conquistas, seja pela seleção ou pelo Rio, clube que defendeu por 13 temporadas.

Fabi participou também de um encontro com cerca de 120 alunos da Escola Estadual Professor Maria Ilka de Moura, do bairro do Bom Pastor, zona Leste de Natal, no centro de convivência dos. A iniciativa faz parte do programa "Transforma", do COB.

Referência para gerações de jogadores e torcedores, Fabi ultrapassou os limites das quadras. Em Natal, ela mostra aos jovens que o limite está onde eles quiserem e se esforçarem para alcançar. "Se a gente, de alguma forma, puder inspirar através do esporte, essa é a nossa função. Quero contribuir para essa caminhada", afirma a campeã, que não deixa de notar o potencial de algumas jovens atletas da sua modalidade. "Já vi um monte de meninas grandes aqui. Talvez esse seja apenas o primeiro grande contato com elas. Talvez eu tire foto com alguém que daqui a alguns anos chegue à seleção", completou.

Fabi parou de jogar oficialmente em abril deste ano. Em Natal, durante os Jogos da Juventude, ela mostra que seguirá trabalhando pelo esporte brasileiro mesmo fora das quadras. "A vida da gente é feita de ciclos. Nunca podia imaginar que teria um ciclo tão grande na seleção, que as coisas iam acontecer dessa forma. Eu encerro um ciclo e agora inicio outro. Como comentarista, fazendo palestras, trocando com esses jovens. Eu quero dividir com as pessoas as minhas experiências no esporte. Eu parei com o esporte, mas ele não vai sair de dentro de mim", afirmou a maior líbero de todos os tempos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.