Header Ads

>

Sesi-SP bate Cruzeiro no tie-break em reedição da última final





 

O Sesi-SP fechou o ano de 2018 com uma importante vitória. Na noite deste sábado, em uma reedição da última final da Superliga masculina de vôlei, o time paulista se valeu do apoio da torcida no Ginásio da Vila Leopoldina para dar o troco e derrotar o Sada Cruzeiro por 3 sets a 2, com parciais de 20/25, 27/25, 25/21, 24/26 e 15/9.
Com a vitória, o Sesi-SP ultrapassa o Taubaté/Funvic e sobe para o terceiro lugar da competição, com 24 pontos. Já o atual pentacampeão Cruzeiro fica na segunda colocação com 26 pontos, um a menos que o Sesc-RJ, que venceu o Vôlei Ribeirão na rodada e assumiu a liderança na tabela.
Com a pausa no fim de ano, a Superliga volta em janeiro com a disputa do returno. No dia 12, o Sesi-SP recebe o Vôlei Ribeirão, às 18 horas (de Brasília). Na mesma data, mas às 20h30, o Cruzeiro tenta se reabilitar diante do Vôlei Um Itapetininga, em Contagem.
O Jogo – O Cruzeiro dominou o primeiro set. Com o saque calibrado, o time mineiro abriu 5/1 e obrigou o técnico Rubinho parar o jogo. O Sesi até encostou no placar, mas não passou à frente. Se Lipe se destacava de um lado, Rodriguinho resolvia pelo outro. Administrando bem a vantagem, os visitantes fecharam a primeira parcial com Evandro explorando bem o bloqueio rival.
O segundo set foi mais equilibrado. Agressivos no ataque, os paulistas abriram 13/10 e foram mantendo a vantagem até a parte final. Mas o Cruzeiro reagiu com Rodriguinho sacando forte e empatou em 24/24. No entanto, um erro de Taylor Sander foi crucial para o Sesi vencer a parcial e empatar a partida.
Embalados, os donos da casa mantiveram a superioridade no terceiro set. Com Gustavão fechando bem a rede e Lipe colocando quase todas as bolas no chão da quadra rival, o Sesi viu o Cruzeiro cometer muitos erros e virou o duelo com 25/21.
No quarto set, o Sesi continuou firme em quadra. Com Lipe praticamente imbatível, a equipe da casa abriu vantagem e parecia que liquidaria a partida sem problemas, mas deu pontos de graça ao Cruzeiro, que aproveitou para vencer a parcial por 26/24.
No tie-break, o Sesi não deu chances ao Cruzeiro. Embora Lipe tenha se machucado, o oposto Alan manteve a força ofensiva do time paulista, que abriu 9/4 rapidamente. Na defesa, Gustavão voltou a bloquear e ainda ajudou com um ace. Com um saque na rede de Le Roux, os mandantes confirmaram a vitória com 15/9 no quinto set.
Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.