Header Ads

>

Osasco Audax bate Brasília e sobe duas posições na Superliga






O Vôlei Osasco-Audax derrotou o BRB/Brasília Vôlei na noite desta sexta-feira (11), no Distrito Federal, pela última rodada do primeiro turno da Superliga 2018/19. As comandadas de Luizomar bateram o adversário por 3 sets a 0, parciais de 25/11, 25/20 e 25/21, em 1h12min. Ao final da partida, a central Nat Martins levantou o troféu VivaVôlei como a melhor em quadra, enquanto a oposta Hooker foi a maior pontuadora do jogo, com 14 acertos.
Com a conquista da sexta vitória na Superliga, o Vôlei Osasco soma 18 pontos, ultrapassando Curitiba Vôlei e Fluminense – ambos com 16 pontos –, subindo da oitava para a sexta colocação na classificação geral da Superliga.
Embaladas pela vitória por 3 sets a 0 sobre o Curitiba Vôlei na terça-feira (8), as atletas do Vôlei Osasco-Audax impuseram um bom volume de jogo no ginásio do Sesi Taguatinga. Com o desempenho, somaram o segundo resultado positivo seguido fora de casa. "Conseguimos uma boa atuação aqui em Brasília e o importante é terminar o primeiro turno com vitória e mais três pontos na tabela", afirmou a líbero Camila Brait.
Eleita a melhor em quadra, Nati Martins enalteceu a força do grupo do Vôlei Osasco. "Assim como na partida de terça-feira, jogamos unidas, uma ajudando a outra, e isso é o que faz a diferença. Estou muito feliz", avaliou a central.
Na próxima rodada, na abertura do returno da Superliga, a equipe enfrenta o São Cristóvão Saúde/São Caetano. A partida será na sexta-feira (18) a partir das 19h30, no ginásio José Liberatti, e marcará o reencontro com sua fanática torcida em 2019, após duas rodadas atuando longe de Osasco.
O jogo – O Vôlei Osasco começou o jogo 'com o pé embaixo' e abriu 6/2. Agressivo no saque, fez 14/6 após bloqueio da central Nati Martins. Também pelo meio, Walewska marcou no 21/11 e encaminhou a vitória, que veio com um tranquilo 25/11.
Nati seguiu implacável no bloqueio no segundo set e parou o ataque do Brasília no 11/8. O paredão de Osasco voltou a funcionar com Hooker no 14/8 e Carol Albuquerque no 16/10. A levantadora conseguiu um ace no 22/15 e, apesar de ver o time da casa encostar no set point (24/20), obrigando Luizomar a pedir tempo, sua equipe fechou em 25/20.
O BRB Brasília conseguiu equilibrar as ações no terceiro set, chegando ao 7/7. Hooker colocou as visitantes na frente no 11/10 e Mari, após longo rali, levou a vantagem para três pontos (15/12). As centrais seguiram bloqueando – Wal no 17/14 e Nati no 19/15 –, até que a ponteira Mari encerrou a parcial com outro paredão: 25/21.
Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.