Header Ads

>

Barueri supera o Sesc-RJ pela Superliga por 3x1






O Sesc recebeu o Barueri neste sábado (16), na Jeunesse Arena, e acabou derrotado por 3 sets a 1 (23-25, 25-18, 17-25 e 27-29). Com o resultado, o time carioca se manteve na terceira posição da Superliga Cimed Feminina 18/19, com 37 pontos (13 vitórias e cinco derrotas), dois à frente do Barueri, que com a vitória foi a 35.
Uma das alternativas de Bernardinho para tentar mudar o panorama do jogo, no quarto set, a levantadora Carol Leite lamentou a grande quantidade de erros da equipe na partida deste sábado.
"Nossa equipe vinha crescendo, conquistou seis resultados positivos, mas hoje não deu. Acredito que a grande quantidade de erros foi o nosso maior problema. E em jogadas possíveis. O Bernardo sempre pontua isso e acabamos não conseguindo reverter em quadra", analisou.
O jogo
O primeiro set começou com o Baureri conseguindo uma boa vantagem logo de cara: 8-5, em muitos erros do Sesc. No entanto, o time carioca emplacou uma sequência de cinco pontos seguidos e virou para 10-8 em um bloqueio de Kosheleva. Mas logo em seguida, em um ace de Amanda, as visitantes conseguiram o empate 10-10, viraram e abriram novamente uma folga no placar: 14-11 após um erro de Peña.
A ponteira dominicana do Sesc se redimiu logo em seguida, marcando duas vezes e conquistando a virada: 17-15. Só que novamente as falhas do time carioca colocaram o Barueri no jogo. Não só isso, deixaram a equipe paulista em vantagem para fechar: 25-23.
Na segunda parcial, muito mais estável, o Sesc RJ mandou no confronto desde o início. Com um saque preciso, o time da casa abriu 5-2 em um ace de Kosheleva. Em outro ace, de Roberta, a vantagem já chegava a quatro pontos: 8-4, obrigando Zé Roberto a pedir tempo. A paralização não surtiu efeito e a equipe de Bernardinho continuou soberana.
Com a linha de passe mais eficiente, Roberta colocou velocidade nas jogadas do Sesc e o Barueri não conseguia reagir. Em um ace de Monique a vantagem já estava em 13-7. E ficou ainda maior quando Peña cravou na entrada de rede: 15-7. Zé Roberto pediu tempo novamente, mas o serviço carioca continuou a causar estragos. Roberta emplacou outro ace em 18-10, Drussyla mais um em 21-11 e Juciely também, em 23-12. As visitantes chegaram a emplacar uma grande sequência de pontos, mas a vantagem já era grande demais: 25-18, em um erro de Skowronska.
Embalado pela boa atuação no set anterior, o Sesc continuou ditando o ritmo do jogo. Com um saque eficiente, desestruturou a linha de passe do Barueri e após dois aces seguidos de Roberta (7-3), Zé Roberto pediu tempo e trocou Maira por Elina. A linha de passe do time paulista melhorou e os erros trocaram de lado. Em um erro de Peña, as visitantes fizeram 13-11. Bernardinho pediu tempo, tentou consertar a equipe, mas não surtiu efeito. O Barueri marcou mais três pontos seguidos, chegou a 16-11 e o treinador carioca parou o jogo novamente. Só que já não dava mais para reverter: Thaisa fechou em 25-17.
A partida pareceu se equilibrar no início da quarta parcial. Mas após Drussyla fazer 3-3, o Sesc viu Elina pontuar três vezes seguidas para dar uma boa vantagem para o Barueri: 6-3 e um pedido de tempo de Bernardinho, que sacou Roberta para a entrada de Carol Leite. A diferença no placar foi diminuindo e com Drussyla marcando dois pontos seguidas, caiu para um apenas: 14-15. Logo em seguida, um erro claro da arbitragem, desestabilizou novamente o time carioca, que viu o adversário abrir 20-15.
Ponto a ponto a diferença foi caindo, em ótima passagem de Juciely pelo saque. A meio de rede fez um ace, levando o marcador para 19-20. Kosheleva cravou uma bola na entrada de rede e Bia bloqueou Skowronska, empatando o jogo: 21-21. Amanda atacou para fora e deu a virada para o Sesc. Monique ampliou com um ace (23-21), mas em um bom saque de Dani Lins o Barueri empatou: 23-23. O jogo ganhou momentos dramáticos, onde as equipes trocaram pontos até Thaisa fechar, num bloqueio, em 29-27.
Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.