Header Ads

>

Sesc-RJ bate Pinheiros e chega à quinta vitória seguida na Superliga





Em noite de homenagem às vítimas de tragédia no Ninho, Sesc-RJ bate Pinheiros e embala
Era um clima pesado, como havia de ser. Antes de a bola subir, Sesc-RJ e Pinheiros fizeram um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da tragédia no Ninho do Urubu. Diante do pesar pelos dez mortos no incêndio do Centro de Treinamento rubro-negro, os times fizeram uma partida sem muita inspiração. Ainda assim, o time da casa se impôs e venceu as paulistas por 3 sets a 0, parciais 25/22, 25/22 e 25/14. Foi o quinto triunfo seguido do time de Bernardinho.

- Eu acordei e vi essa tragédia. Foi a primeira coisa que eu vi, viemos no caminho falando sobre isso. É uma coisa muito triste. Já fomos dessa idade, convivemos em CT, vivemos sonhos. Eu sei que essa é uma tragédia independentemente da idade, mas eram crianças. Esporte é uma coisa que dá alegria, tira gente de tantas coisas ruins, ajuda famílias. Espero que Deus conforte os corações dessas famílias - disse Roberta, capitã do Sesc.

A vitória dá o terceiro lugar ao Sesc-RJ, com 34 pontos. O Pinheiros estaciona nos 14 pontos, em nono lugar, fora da zona de classificação para os playoffs.

Na próxima rodada, o Sesc-RJ terá o clássico carioca contra o Fluminense, na terça-feira, às 20h. O Pinheiros, por sua vez, encara o Praia Clube um dia antes, na segunda-feira, às 20h30, com transmissão do SporTV 2.

Pinheiros pressiona, mas Sesc reage - O Pinheiros começou melhor. Na pressão, o time paulista abriu 3 a 0 no placar e mostrou que faria de tudo para dar trabalho às cariocas. O Sesc-RJ demorou um pouco a entrar no jogo, mas igualou as ações pelas mãos de Peña e Kosheleva. As visitantes, porém, também tinham suas forças, principalmente nos ataques de Mari e Payne. Com 17/15 contra no placar, Bernardinho parou a partida. Na reta final do set, porém, o Sesc fechou em 25/22 depois de um saque para fora de Amanda.

Sesc domina e amplia vantagem - O Pinheiros até tentou manter o ritmo no segundo set. O Sesc-RJ, porém, já não errava tanto. Aos poucos, o time de Bernardinho ganhou fôlego no placar. Monique entrou no jogo, assim como Bia. Com boa vantagem, o técnico aproveitou para dar ritmo a Drussyla, que ainda busca voltar à melhor forma. As donas da casa caíram de ritmo na reta final. Tanto que Bernardinho pediu tempo quando o Pinheiros se aproximou (23/21). Foi só um susto. Uma pancada de Peña fechou a contagem: 25/22.

Sesc dispara e fecha o jogo - O Pinheiros tentou voltar ao jogo. Assim como no primeiro set, conseguiu abrir diferença no placar no início. A vantagem paulista, porém, não durou muito. Logo o Sesc tomou a frente - o que fez o técnico Sérgio Negrão pedir tempo com o placar em 7/4. Pouco adiantou. Seguras, as donas da casa dispararam. O Pinheiros até tentou forçar uma reação, mas não conseguiu. Em um ponto de Drussyla, fim de papo: 25/14.
Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.