Header Ads

>

Brasil sai com ouro e prata no Volei de Praia em Lima, no Peru






CBV/Divulgação
O Brasil conquistou neste domingo (03.03) medalhas de ouro e prata na etapa de Lima (Peru) do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia 2019. Josi e Neide (SC/AL) levaram o título da terceira parada, enquanto Eduardo Davi e Adrielson (PR) ficaram com a prata na arena montada na praia Água Doce, na capital do país. O próximo desafio pelo torneio intercontinental ocorre em Brasília (DF), de 5 a 7 de abril.
A medalha de ouro de Josi e Neide veio ao superarem na decisão as argentinas Ana Gallay e Fernanda Pereyra por 2 sets a 0 (21/19, 21/15). Antes, também neste domingo, as brasileiras haviam superado na semifinal as venezuelanas Agudo e Gabi por 2 sets a 0 (21/14, 21/11). Josi comemorou a medalha de ouro e destacou a superação da dupla.
"Foi uma etapa que mostrou novamente a nossa superação. Tivemos um voo com cancelamento por conta do clima, atrasos, então, o que seria uma viagem tranquila, acabou levando mais de um dia. Começamos a competição um pouco cansadas, buscando o ritmo, mas mantivemos o foco, tivemos muita concentração", disse Josi, que completou.
"Queríamos esse título para o país e também especialmente pelas boas memórias que tenho no Peru. Já havia vencido em Ancón, e agora conseguimos impor nosso ritmo em Lima. O torneio está muito forte, as duplas estão evoluindo, cada vez mais fortes, ficamos felizes em levar o nome do país ao lugar mais alto do pódio".
A vitória deixa o Brasil na liderança absoluta do ranking geral, com 600 pontos, tendo vencido as três etapas disputadas até aqui. A Argentina está na segunda posição, com 500 pontos.  Josi e Neide venceram os seis jogos que disputaram e não perderam nenhum set.
No naipe masculino, Eduardo Davi e Adrielson foram superados em uma final muito equilibrada pelos uruguaios Vieyto e Cairus por 2 sets a 1 (18/21, 21/18, 13/15). Antes, pelas semifinais, os brasileiros haviam superado os chilenos Marco e Esteban Grimalt por 2 sets a 1 (19/21, 21/16, 13/15). Eduardo comentou a campanha em Lima.
"Conseguimos subir ao pódio, somar pontos importantes ao Brasil, especialmente para reduzir a diferença para o Chile no ranking geral. Queríamos o ouro, mas foi um duelo muito equilibrado, eles acabaram sendo melhores nos detalhes. Mas subir ao pódio representando o Brasil é sempre motivo de muito orgulho, lutamos com muita garra", disse o atleta da Associação Maringaense de Vôlei de Praia (AMVP).
O resultado deixa o Brasil em terceiro na classificação geral, com 500 pontos, enquanto o Chile lidera com 540 e a Argentina aparece na segunda posição, com 520. As outras duas duplas que representaram o país na etapa de Lima ficaram em quinto lugar (Juliana e Andressa) e nono lugar (Averaldo/Bruno de Paula).
Os pontos obtidos em cada etapa vão para o país, de acordo com a classificação final da melhor dupla de cada nação nos eventos. Ao final, os pontos são somados e o país na liderança do ranking é declarado campeão geral.
Na primeira etapa da temporada, em São Francisco do Sul (SC), o Brasil conquistou a medalha de ouro, com Josi/Neide (SC/AL), e a medalha de bronze, com Thiago/George (SC/PB). Na segunda parada, em Coquimbo (Chile), Tainá/Victoria (SE/MS) levou o ouro, Carol Horta/Ângela (CE/DF) ficou com a prata e Jô/Léo Vieira (PB/DF) conquistou o bronze.
O Circuito Sul-Americano contará em 2019 com cinco etapas regulares e dois torneios 'Finals', com maior pontuação e premiação, sendo um para o naipe masculino, e outro para o naipe feminino. Além de São Francisco do Sul (SC), Coquimbo (Chile) e Lima (Peru), as etapas passarão por Brasília (DF) e Camaçari (Bahia). Os torneios 'Finals' serão em Resistência (Argentina), para o naipe feminino, e Brasil, em cidade à definir, no masculino.
BRASIL NO CIRCUITO SUL-AMERICANO 2019
1ª Etapa – São Francisco do Sul (Brasil)
Josi/Neide (SC/AL) – ouro
Thiago/George (SC/PB) – bronze
2ª Etapa – Coquimbo (Chile)
Tainá/Victoria (SE/MS) – ouro
Carol Horta/Ângela (CE/DF) – prata
Jô/Léo Vieira (PB/DF) – bronze
3ª Etapa – Lima (Peru)
Josi/Neide (SC/AL) – ouro
Eduardo Davi/Adrielson (PR) – prata
 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.