Header Ads

>

Osasco conta com jogo coletivo para vencer na Superliga







 

O Vôlei Osasco-Audax está confirmando, no segundo turno, sua condição de mandante implacável. Conquistou a quinta vitória seguida no ginásio José Liberatti, na noite desta sexta-feira (8), ao derrotar o Curitiba Vôlei por 3 sets a 0, parciais de 25/19, 25/15 e 25/23, em 1h19min. A central Walewska ganhou o VivaVôlei, como a melhor do jogo, e ainda foi a maior pontuadora, junto com Angela Leyva, com 14 acertos. O próximo compromisso será no Rio de Janeiro, na terça-feira (12), diante do Fluminense.
Walewska elogiou o comportamento do time de Osasco. "Atingimos nosso objetivo, que eram os três pontos. Mas não nem dá para comemorar muito, porque temos uma batalha fora de casa na terça-feira contra o Fluminense, que vem bem na Superliga. Mas vamos ao Rio em busca de mais três pontos", comentou a central, que analisou a partida. "O Curitiba tem um volume muito grande e tínhamos que equilibrar esse fator para facilitar a virada de bola. Quando conseguimos, o jogo fluiu tranquilo. Isso não aconteceu no início do primeiro set, quando tivemos dificuldades na defesa e entregamos bolas de graça. Mas a partir da metade do set inicial, conseguimos nos impor. Ainda tivemos um terceiro set complicado, mas a virada mostra que somos um grupo que não desiste nunca".
O jogo – Osasco começou o primeiro set com o freio de mão puxado, com problemas na recepção. Tanto que Luizomar precisou pedir tempo quando o Curitiba fez 12/8. A chamada deu resultado e suas comandadas chegaram ao empate no 15/15 e virou no 16/15 com Angela Leyva. Mais equilibrado em quadra, o Audax passou a comandar as ações. E com dois pontos de Mari Paraíba – um ace e um ataque do fundo – fechou em 25/19.
No segundo set a história foi diferente. O Vôlei Osasco dominou a parcial do início ao final. Marcou logo 10/5 e foi abrindo. Com uma china de walewska, fez 17/9. Com a recepção funcionando, Claudinha conseguiu boa variação nas jogadas e colocou para atacar tanto as ponteiras Mari e Leyva e a oposta Hooker como as centrais Wal e Nati. O resultado foi um tranquilo 25/15.
Osasco voltou a repetir, no início do terceiro set, a instabilidade da primeira parcial. Forçando o saque, Curitiba conseguiu abrir quatro pontos no 11/7. Mais uma vez Luizomar pediu tempo e conseguiu arrumar sua equipe, que tirou três pontos de cara (10/11). O empate veio no 17/17 e 22/22, após ace de Walewska. A virada, porém, só ocorreu no 23/22, com um erro das adversárias. Com uma série de cinco saques seguidos de Walewska, chegou ao set point no 24/22. Coube a oposta Hooker fechar a parcial em 25/23 e a partida em 3 sets a 0.
Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.