Header Ads

>

Sesi faz jogo de poucos erros, vence o Cruzeiro por 3 a 0 e termina em primeiro na Superliga







Líder durante boa parte da fase de classificação da Superliga Masculina de Vôlei, o Cruzeiro perdeu o posto justamente na última rodada. Em uma partida com a presença do sistema de Desafio, o Sesi, principal concorrente no torneio e segundo colocado, teve uma noite quase perfeita deste sábado e derrotou o atual pentacampeão nacional, em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, por 3 sets a 0 (parciais de 25/16, 30/18 e 25/21), chegando à fase decisiva como o melhor time da competição.

O Sesi termina a fase com 56 pontos, enquanto o Cruzeiro fica com 54 pontos. Nas quartas de final, em confronto de uma melhor de três partidas, o time paulista encara o Itapetininga, que terminou na oitava colocação. Já o Cruzeiro encara o Maringá, que encerrou a fase em sétimo. Os jogos começam no sábado.

Dada a importância do jogo, Cruzeiro e Sesi-SP fizeram uma partida com a presença do sistema de Desafio. A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) permitiu, já que o regulamento oficial da competição só previa o uso do mesmo nas semifinais e finais do campeonato.

O jogo

No set inicial, o Sesi começou melhor, abrindo vantagem diante do então líder Cruzeiro, que começou forçando no saque, mas errando nas tentativas. Até metade do set, foram quatro erros no fundamento, o que fez o time paulista abrir 15 a 10. Aproveitando a qualidade nos saques e também com o bom aproveitamento no ataque, o Sesi não teve dificuldades para fechar o primeiro set em 25/16, com um bloqueio de Alan em cima de um ataque de Filipe. Foram oito pontos concedidos pelo Cruzeiro em erros durante a parcial.

O segundo set foi marcado por idas e vindas no placar. Ora o Sesi abria vantagem, ora o Cruzeiro encostava. O time paulista conseguiu abrir três pontos no começo, aproveitando novamente erros de ataques cruzeirenses, mesmo com a tentativa do técnico Marcelo Mendez de mudar o jogo do time mineiro com a entrada de Luan no lugar de Evandro. O Cruzeiro até empatou a partida em 5 a 5, mas voltou novamente a deixar o Sesi abrir vantagem de dois pontos em seguida.

Em uma invasão de Willian na rede, o Cruzeiro "voltou" ao jogo, conseguindo empatar em 13 a 13 e passando no placar com um ace de Le Roux, após revisão do Desafio, em seguida. Mas aí, novamente, abusando dos erros de ataque, o Cruzeiro deixou o Sesi passar à frente do placar. O time paulista levou a vantagem até o momento de fechar o set, mas deixou o Cruzeiro crescer no fim e empatar. Após trocarem pontos, o Sesi fechou o set em um bloqueio de Alan em cima de Sander, fechando a parcial em 30/28.


Sander ataca o bloqueio do Sesi no segundo set da partida em Contagem — Foto: Divulgação/Cruzeiro

Assim como nos dois primeiros sets, o Sesi se manteve melhor na terceira parcial e logo abriu vantagem, aproveitando dos erros individuais e coletivos do Cruzeiro, que não conseguia se encontrar em quadra. Marcelo Méndez chegou a trocar o levantador titular Fernando Cachopa por Sandro, mas a tentativa não surtiu efeito, e os visitantes continuaram melhores. A partida foi fechada em um ataque de Alan. Final: 25/21, e agora começa a fase decisiva da Superliga.

Análise da partida

Maior pontuador da partida com 25 pontos, o oposto Alan destacou a atuação do Sesi e o que foi aproveitado para surpreender o principal favorito ao título da Superliga. Para ele, apesar da boa atuação, o time paulista não fez o "jogo perfeito".

- Acho que nossa equipe tem crescido bastante, principalmente nas horas decisivas. O placar de 3 a 0 era um placar inesperado, mas jogamos muito bem, sacamos muito e conseguimos a vitória. Perfeito ainda não está não (o jogo do Sesi), temos que melhorar muito o nosso jogo - disse o jogador em entrevista ao Sportv.

Já o ponteiro Filipe destacou a boa partida do Sesi e disse que o resultado, apesar de adverso, foi importante para mostrar o que o Cruzeiro precisa melhorar nos playoffs.

- Partidaço do Sesi. Taticamente, jogaram muito bem. Demoramos a conhecer a proposta de jogo dele. A equipe deles erra pouco, não rifa bola, trabalha o bloqueio, trabalha a bola, e nós abusamos muito dos erros de saque. Jogo mostrou que temos que melhorar muito ainda - disse Filipe

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.