Header Ads

>

Sesi-SP derrota Sesc/Rio e é o 1º finalista da Superliga Masculina





 
Sesi-SP marca o primeiro ponto do segundo set

O Sesi-SP está, pela quinta vez, na final da Superliga masculina de vôlei. Neste sábado, o time derrotou em seu ginásio, na Vila Leopoldina, em São Paulo, o Sesc/Rio por 3 a 0, parciais de 25/21, 25/21 e 25/21, fechou a série semifinal também em 3 a 0, e confirmou seu lugar na decisão da competição mais importante do país. O time agora aguarda o vencedor do duelo entre Taubaté e Cruzeiro, que se enfrentam no outro lado da chave.
Nos dois primeiros sets, o domínio do Sesi-SP foi marcante, principalmente nas metades finais das parciais, quando a equipe conseguiu abrir o placar. No terceiro set, os cariocas dificultaram mais a vida dos paulistas, o bloqueio começou a funcionar melhor, mas ainda assim deu vitória do Sesi. Em um elenco estrelado, com campeões olímpicos como Lipe, William e Éder, brilhou a estrela do oposto Alan, que marcou 19 pontos e foi eleito o melhor da partida.
O Sesi-SP tem sido um dos times mais tradicionais da Superliga masculina neste última década. Foi campeão na temporada 2010/11, mas, desde então, não consegue levantar o troféu. Foi vice em 2017/18, 2013/14 e 2015/15. Está a espera de Taubaté ou Cruzeiro, este último atual pentacampeão da competição.
Do lado carioca, três campeões olímpicos: Wallace, Maurício Borges e Maurício Souza. No time paulista, também três que estiveram no ouro na Olimpíada do Rio: William, Lipe e Éder. Isso sem contar no banco, que estavam Giovane, técnico do Sesc, campeão como jogador em 1992 e 2004, e Rubinho, treinador do Sesi, ouro na Rio 2016 como auxiliar de Bernardinho. De quebra, ainda tinha Murilo, líbero do time paulista, com duas medalhas olímpicas de prata no currículo, e Lucas Loh, que esteve na seleção vice-campeã mundial ano passado.
Primeiro set
Os cariocas começaram melhor, chegaram a abrir cinco pontos de frente, com 9 a 5 no placar. Naquela altura, os paulistas tinham errado quatro saques. A partir dali, o serviço passou a entrar, o Sesi-SP cresceu no jogo e empatou em 10 a 10, e depois passou à frente, com 13 a 12. Alan foi o grande destaque do time, que conseguiu fechar em 25 a 21, em 25 minutos.
Segundo set
Ao contrário da primeira parcial, o Sesi-SP dominou o set desde o início. Abriu 6 a 3 com um lindo ataque de Alan. Os cariocas chegaram a empatar 8 a 8, mas os paulistas voltaram a ter a dianteira. No bloqueio de Lipe em Wallace, o time abriu 20 a 16 e encaminhou a vitória. Depois, fechou em 25 a 21.
Terceiro set
O time carioca conseguiu abrir no início, chegou a ter 12 a 9 no placar, mas na segunda metade do set passou à frente no placar. Com Éder e William acertando bons saques, e Gustavão fazendo pontos de ataque no meio de rede, o time chegou a 16 a 15. Esta parcial foi a que os bloqueios funcionaram melhor, dos dois lados, trazendo dificuldades para os atacantes.
No 21 a 20, a estrela de Franco brilhou, com dois bloqueios seguidos, que colocou o time com 23 a 20.
Como começaram
Sesi-SP: Alan, William, Lucas Lóh, Lipe, Éder e Gustavão. Líbero: Murilo
Técnico: Rubinho
Sesc-RJ: Wallace, Thiaguinho, Maurício Borges, Penchev, Tiago Barth e Maurício Souza. Líbero: Tiago Bendle
Técnico: Giovane
Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.