Header Ads

>

Sesi-SP faz 3 a 0 no Sesc/Rio e abre vantagem na semifinal





Superliga Sesc Sesi Semifinal — Foto: Everton Amaro/Fiesp
Jogando em casa, o Sesi-SP começou melhor o confronto semifinal contra o Sesc/Rio, em partida disputada neste sábado, no ginásio da Vila Leopoldina, na capital paulista. O placar de 3 a 0 para os paulistas pode até enganar, mas o jogo foi bem equilibrado, principalmente nos dois primeiros sets, com as parciais de 25/23, 25/23 e 25/19. Com isso, a equipe abre um a zero na série melhor de cinco da semifinal da Superliga masculina.
O jogo contou com seis campeões olímpicos na Rio 2016: William, Éder e Lipe pelo Sesi-SP, e Maurício Borges, Maurício Souza e Wallace pelo Sesc/Rio. Isso sem contar Murilo, duas vezes medalha de prata em Olimpíada (2008 e 2012), e Lucas Loh, que esteve com a seleção na prata conquistada no Mundial do ano passado.
Os dois times voltam a se enfrentar na terça-feira, dia 9 de abril, agora no Rio de Janeiro (Veja toda a agenda do confronto no fim da matéria). A outra semifinal será entre Taubaté e Cruzeiro, com a primeira partida marcada para a noite desde sábado.
Quem ganhou o Troféu Viva Vôlei foi Lucas Loh, ponteiro da equipe do Sesi-SP. Gustavão, central do time paulista, foi o maior pontuador, com 12, ao lado de Alan, também do time paulista.
- Me surpreendeu esse 3 a 0, a gente esperava jogar cinco sets, o Sesc tem grandes nomes, é um time muito bom. Mas o fator casa ajudou muito, a torcida ajudou muito. Não tem nada ganho, é uma série longa, podemos ter até cinco jogos - disse Loh, em entrevista ao SporTV.
- Acho que erramos muito no começo, mas a equipe deles também não estava num bom dia. No fim dos sets a gente conseguiu manter a regularidade. No terceiro set, neutralizamos o Wallace, que é um dos principais jogadores do Sesc - disse Alan.
Outro lado- Difícil falar o que deu errado, vamos rever o que a gente fez, e estudar um pouco mais e reverter dentro de casa. Jogar no Tijuca será importante para gente. Nosso time é bem junto, vamos estudar e rever tudo - disse Maurício Borges, do Sesc
Primeiro set
O placar de 25/23 para o Sesi-SP não demonstrou exatamente o quão superior o time foi na parcial. Foram 17 pontos de ataque, com um volume de jogo bem maior. Os cariocas são conseguiram levar o placar igual até o fim por conta dos erros do próprio time do Sesi. Gustavão foi o destaque com seis pontos.
Segundo setO placar foi o mesmo do primeiro, 25 a 23 para o Sesi-SP, mas o jogo foi bem diferentes. Os cariocas chegaram a ter uma boa vantagem, 16 a 13, mas viram os donos da casa virarem na sequência, 18 a 17. O placar seguiu muito equilibrado até o momento decisivo em que o experiente Lipe foi muito inteligente para explorar o bloqueio rival e fechar a parcial.
Terceiro set
A mais tranquila das parciais para o Sesi-SP. Os cariocas até começaram bem, mas viram os donos da casa abrirem vantagem aos poucos, até o 18/13. O Sesc tentou forçar o saque para encostar, mas pouco adiantou. Final, 25/19.
Como começaram
Sesi-SP: William, Éder, Lucas Loh, Lipe, Gustavão e Alan
Sesc-RJ: Thiaguinho, Thiago Barth, Pechev, Maurício Borges, Maurício Souza e Wallace
Próximos jogos
09/04 (Terça) – Sesc RJ x Sesi-SP, às 19h, Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ) – SPORTV 2
13/04 (Sábado) – Sesi-SP x Sesc RJ, às 19h, no Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) – SPORTV 2
16/04 (Terça) – Sesc RJ x Sesi-SP, às 19h, no Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ) – SPORTV 2 *
19/04 (Sexta) – Sesi-SP x Sesc RJ, às 20h30, no Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) – SPORTV 2 *
Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.