Header Ads

>

Escola de Vôlei da Adriana Samuel é destaque em Deodoro







A medalhista olímpica Adriana Samuel tem usado a experiência no vôlei de praia para se dedicar a outras atividades. Há 17 anos atuando no mercado esportivo, a atleta duas vezes medalhista olímpica em jogos consecutivos (Atlanta, 1996 e Sydney, 2000), se destaca no desenvolvimento de projetos que vão do social à captação de patrocínio e gerenciamento da carreira e imagem de grandes atletas. Mais que uma jogadora de vôlei, é uma empreendedora que tem iniciativa, coragem e persistência para transformar projetos em realidade.

"Hoje meu propósito através dos projetos sociais é levar oportunidade para os menos favorecidos, utilizando o esporte como ferramenta de inclusão e transformação social. Oferecendo prática esportiva e outras atividades com profissionais super qualificados, muita seriedade e comprometimento. Dessa forma me sinto realizada", avalia Adriana, que também gerencia a carreira de grandes atletas e lidera o projeto Time Petrobras, que apoia atletas na preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2021.

Entre as ações sociais, Adriana tem o Projeto Sem Barreiras e a Escola de Vôlei Adriana Samuel, por onde já passaram cerca de 3 mil alunos. Inclusive, o projeto já rendeu frutos. Aluno da Escola de Vôlei, Marllon Venâncio, que mora em Deodoro, começou em 2014, um dia depois da inauguração da escola. Ao saber que a Adriana e Tande estavam na inauguração, ele se interessou e se inscreveu, aos 13 anos.

Sempre o menor da turma, ele adquiriu nas aulas o amor pelo voleibol, onde treinou muito. Com a ajuda do professor Walmyr, se desenvolveu no esporte. Antes disso, ele só conhecia o futebol e foi um aprendizado, onde foi crescendo a cada ano. Hoje, após seis anos de projeto, começou a trabalhar em seu primeiro emprego de carteira assinada. "Demorou um pouco pra digerir que eu estava trabalhando no projeto que eu faço aula há tanto tempo e adoro. Está sendo uma experiência nova, única, me deixando conquistar muitas coisas. Fico muito feliz por isso", afirma.

"Fiquei muito feliz do projeto poder dar essa oportunidade pro Marllon. Num momento tão difícil, não só pela Covid, mas também pela questão econômica do país, dar o primeiro emprego de carteira assinada pra ele, é algo que me deixa muito realizada. Conseguimos ir de encontro com o objetivo do projeto, que não é apenas de identificar talentos, mas de transformar a vida através do esporte. Marllon começou em nosso primeiro ano e se desenvolveu muito nesse tempo, merecendo esse cargo. Sempre foi responsável, generoso, com muita iniciativa, ajudando o professor, e muito comprometimento. Além de ser super talentoso no vôlei", completa Adriana.

Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.