Publicidade

Header Ads

Brasil vence a Rússia e fatura o título em Montreux


As equipes foram renovadas e a maioria das jogadoras em quadra não esteve em Londres, mas o resultado da final do Torneio de Montreux, na Suíça, no reencontro de Brasil e Rússia, foi o mesmo das quartas de final dos Jogos Olímpicos de 2012. Com outra grande atuação de Fernanda Garay, que anotou 16 pontos, a única diferença foi o placar. Se no ano passado a equipe do técnico José Roberto Guimarães sofreu para vencer, de virada, por 3 a 2, neste domingo, a seleção brasileira teve muito menos dificuldade para despachar as russas por 3 a 0, parciais de 25/23, 25/23 e 25/22, em 1h27m, e conquistar seu primeiro título na temporada - o sexto no torneio suíço - sem perder nenhum set.

Na disputa do terceiro lugar, a República Dominicana derrotou as italianas por 3 sets a 1, com parciais de 15/25, 25/22, 25/18 e 26/24, em 1h37m.

O JOGO

A Rússia começou melhor a decisão e deu a impressão de que venceria o primeiro set sem maiores problemas. Sempre atrás no placar, a seleção brasileira só conseguiu encostar na parte final do set. Depois de estar perdendo por 19 a 16, o técnico Zé Roberto fez a inversão do 5 em 1 e trocou Dani Lins e Pri Daroit por Fabíola e Michelle.

As mudanças surtiram efeito, e o Brasil virou o jogo para 21 a 20, num bloqueio da própria Fabíola. As russas ainda retomaram a liderança em 22 a 21, mas permitiram nova virada das brasileiras, que fecharam em 25 a 23 após um ataque de Fernanda Garay pela entrada de rede.

A vitória no primeiro set encheu as brasileiras de confiança. Com um volume de jogo muito grande, o time do técnico Zé Roberto voltou ainda melhor na parcial seguinte e chegou à primeira parada técnica vencendo por 8 a 5. Na volta à quadra, porém, as brasileiras cochilaram e a Rússia deixou tudo igual no placar.

vôlei fernanda garay brasil e Rússia Montreux (Foto: Reprodução / Facebook)

O jogo seguiu equilibrado até o décimo ponto, quando as russas perderam a concentração, receberam um cartão vermelho por reclamação e viram a diferença aumentar para 16 a 11 antes da segunda parada técnica. Quando parecia que o set estava definido em favor das brasileiras, as adversárias cresceram na partida, diminuíram a diferença para apenas um ponto e obrigaram o técnico Zé Roberto a pedir tempo. A parada esfriou a reação da Rússia e, na volta à quadra, o Brasil teve tranquilidade para fechar o set em 25 a 23, num ataque de Pri Daroit.

O Brasil continuou melhor na terceira e última parcial. Num roteiro parecido com o do set anterior, a seleção abriu 8 a 5 antes da primeira parada técnica e permitiu a reação das russas na volta para quadra. Mas bastou a central Juciely apresentar seu saque flutuante para o time brasileiro abrir 14 a 7 e ficar numa boa para fechar o set e vencer a partida.

Desta vez, no entanto, as gigantes russas não conseguiram reagir. Praticamente perfeitas no ataque e com um bloqueio dominante, as brasileiras confirmaram quase todas as viradas de bola, erraram muito pouco e venceram as europeias por 25 a 22.

A equipe brasileira começou a final com Dani Lins, Monique, Juciely, Adenízia, Fê Garay e Pri Daroit. Líbero: Camila Brait. Entraram: Fabíola, Michelle e Suelen



Postar um comentário

0 Comentários