Publicidade

Header Ads

Unilever estreia na Superliga após ser Campeão Carioca

Com a vitória sobre o Fluminense, o Rio de Janeiro chegou ao 10º título consecutivo no Carioca (Foto: Márcio Rodrigues/MPix)
Após vencer o Fluminense no fim de semana passado por 3 sets a 0, parciais de 25/15, 25/14 e 25/18, e conquistar seu 10º título carioca consecutivo, igualando o recorde que o próprio clube tricolor ostentava sozinho desde os anos 1970, o Rio de Janeiro estreia nesta terça-feira na Superliga feminina, fora de casa. Atual campeão da competição, o time comandado pelo técnico Bernardinho terá a equipe de Araraquara pela frente, às 20h30m, no ginásio Gigantão, no interior de São Paulo.
Apesar do entusiasmo na cidade de Araraquara, a treinadora Sandra Leão, de 46 anos, sabe que sua equipe não terá moleza diante do atual campeão.
- Vamos estrear contra uma das melhores equipes do voleibol brasileiro. Será uma honra jogar contra o Bernardinho e suas comandadas. A torcida da nossa cidade está respirando voleibol. Queremos surpreender em alguns jogos e, principalmente, evoluir durante o campeonato - explicou a técnica.
Um dos protagonistas das últimas nove decisões da competição entre Rio de Janeiro e Osasco, o técnico Bernardinho acredita que esta edição da Superliga tem tudo para ser uma das mais equilibradas dos últimos anos, sem a polarização de sua equipe e de Osasco.

- É claro que as duas equipes possuem condições de serem finalistas novamente, mas Campinas montou um time capaz de brigar em igualdade de condições assim como Uberlândia, que tem uma equipe muito forte e vai chegar também entre as primeiras. E ainda tem o Sesi. Eu diria que essas cinco equipes partem um pouco na frente das outras. Brasília pode se inserir neste grupo, visto a qualidade e a experiência de suas jogadoras. Sem dúvida, irá incomodar. A competição será de alto nível e com muitas surpresas - analisou o técnico da seleção brasileira masculina.



Postar um comentário

0 Comentários