Header Ads

>

Brasil vence dominicanas e vai invicto à semifinal do Mundial de Vôlei




O Brasil venceu mais uma partida no Campeonato Mundial Feminino de Vôlei mesmo quando não tinha a obrigação de ganhar. Já classificado para as semifinais da competição disputada na Itália, o time do técnico José Roberto Guimarães enfrentou a República Dominicana pela última rodada do Grupo H, na terceira fase da competição. E a equipe verde e amarela venceu com certa facilidade por 3 sets a 0, com parciais de 25-19, 25-21 e 25-17. O duelo aconteceu no Mediolanum Forum, em Milão.

Com isso, a Seleção Brasileira chegou ao 11º triunfo na competição e manteve a invencibilidade no torneio - o Brasil é o único time que ainda não sofreu derrotas. O resultado fez com que Sheilla, Jaqueline e companhia terminassem a terceira fase na primeira posição da chave, com seis pontos. Já a República Dominicana acabou eliminada da competição, com apenas um ponto conquistado. Mesmo sem entrar em quadra nesta sexta-feira, a China acabou se classificando para a semifinal, ao ficar em segundo lugar no Grupo H, com dois pontos.

O Brasil voltará a jogar neste sábado pelas semifinais do Mundial, em horário e adversário a serem definidos. O time enfrentará o segundo colocado do grupo composto por Itália, Estados Unidos e Rússia. A chave será concluída nesta sexta-feira com a partida entre a Itália, já classificada, e a Rússia, que disputa com os Estados Unidos a segunda vaga.

O JOGO

Os três sets na vitória brasileira em Milão sobre a República Dominicana tiveram um ponto em comum. Nas três parciais, o Brasil abriu larga vantagem no placar, algo inesperado para uma partida da terceira fase de um Campeonato Mundial.

No primeiro set, esta diferença chegou a ser de dez pontos (21 a 11), muito por conta da eficiência em todos os fundamentos do time. Mas a equipe apresentou dificuldades quando Zé Roberto fez a inversão de jogadoras na rede. No fim do set, as dominicanas assustaram o Brasil com uma sequência de pontos, mas nada que abalasse a vitória certa.

A segunda parcial foi bem parecida. A diferença no marcador desta vez foi de sete pontos (23 a 16), e novamente as caribenhas encostaram no momento em que algunas reservas, como Fabíola e Tandara, foram ao jogo. Mas, outra vez, o esforço não foi suficiente para a virada.

Por fim, no terceiro set, o quase "apagão" não aconteceu. Com uma grande atuação de toda a equipe, a Seleção saltou oito pontos na frente ao longo do jogo (22 a 14), e selou a vitória em um ataque da ponteira Fernanda Garay.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.