Header Ads

>

Fabi acredita em ouro no vôlei na Rio 2016 e anuncia que fim da carreira está próximo




 Fabi em partida contra a Coreia nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012. (Foto: Getty Images)
Um currículo carregado de emoção, peixinhos e defesas milagrosas. Aos 36 anos, Fabi está perto de deixar definitivamente as quadras de vôlei. A líbero defendeu a Seleção Brasileira por 12 anos, conquistou duas medalhas olímpicas (Pequim em 2008 e Londres em 2012), foi cinco vezes campeã do Grand Prix (2005, 2006, 2008, 2009 e 2013) e prata nos Mundiais de 2006 e 2010, ambos no Japão. Em 2014, ela despediu da camisa verde e amarela e passou a vestir somente a do Rexona-ADES, equipe que defende desde 2005. Agora, a multicampeã está perto de encerrar a carreira.
''Estou muito mais próxima do fim do que do meio, mas não decidi um momento. Não sei nem se vou conseguir fazer isso com muita antecedência. Tenho planejado, e posso dizer que o fim está próximo.''
Em 2016 será a primeira vez que a bicampeã ficará de fora de um evento olímpico desde que deixou a Seleção. Fabi acredita na equipe comandada por José Roberto Guimarães. ''Pelo time, por jogar no Brasil, pela torcida, eu acredito no ouro, mas sem essa cobrança exacerbada. É uma competição muito difícil e diferente, mas temos condições de buscar uma medalha'', disse, sem perceber que conjugou o verbo ter na 1ª pessoa do plural, como se ainda estivesse dentro.
Confira alguns tópicos da entrevista:
Oriente dourado
A primeira medalha de ouro é sempre muito especial. Sinto que representei gerações brilhantes que tentaram e não conseguiram. Então, tenho muito orgulho de representar essas jogadoras que contribuíram para o vôlei brasileiro e que nos inspiraram a chegar ali.
Legado olímpico
Saí com a sensação de missão cumprida. Eu deixei um legado, que foi a Camila Brait. Todas essas decisões foram muito bem pensadas. Não me arrependo, mas a saudade vai existir sempre, não tem jeito. Eu converso muito com os ex-atletas e todo mundo diz que sente saudade. Acho que se eu sentir não vai ser nenhuma novidade. A minha decisão foi tranquila e bem tomada.
Texto de Yasmin Torres

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.