Header Ads

>

Earvin Ngapeth pega três meses de prisão por agressão




Earvin Ngapeth bloqueio Bruninho e Lucão Brasil x França Liga Mundial vôlei (Foto: EFE/ Antonio Lacerda)

O voleibol francês teve uma dura notícia nesta segunda-feira. Earvin Ngapeth, melhor jogador da equipe medalha de ouro na Liga Mundial do ano passado, no Rio, e MVP (melhor jogador) das finais, foi condenado a três meses de prisão por ter agredido um maquinista de trem, que faria o percurso de Paris a Bordeaux, dias depois da conquista. Além disso, o jogador terá que pagar uma multa de três mil euros (R$ 12.250 mil). Ngapeth também era acusado de obstruir o tráfego do trem, mas foi absolvido neste processo.

- O principal, para mim, é que ele foi julgado como um cidadão comum que iria atacar um controlador - declarou o "satisfeito" Francis Regis Calandeau, advogado do Departamento Regional da Polícia Transportes (SRTP) e do controlador. 

Caso cumpra os três meses de reclusão em regime fechado, o craque da seleção francesa desfalcará seu país na luta por uma vaga nos Jogos do Rio. Entre os dias 28 de maio e 5 de junho, no Japão, os franceses participam do Pré-Olímpico Mundial, que dá três vagas às Olimpíadas. Austrália, China, Irã, Polônia, Venezuela, Canadá e o anfitrião Japão são os concorrentes.

As polêmicas de Ngapeth não são novas. Em 2010, foi expulso da seleção pelo então treinador Philippe Blain, por causa de indisciplina. Dois anos depois, brigou no seu clube, Montpellier. Em dezembro de 2014, foi condenado a três meses de prisão pelo Tribunal Penal da cidade.

No ano passado, esteve envolvido num acidente de carro em Reggio Emilia, na Itália. Ao que consta, Ngapeth não prestou socorro à vítima. Dois feridos tiveram lesões leves e o terceiro está hospitalizado em terapia intensiva. Dias depois, reconheceu seu erro e foi suspenso pelo Modena.


Um comentário:

Tecnologia do Blogger.